9 obras bizarras que estão expostas no museu do Louvre
25
Compartilhamentos

9 obras bizarras que estão expostas no museu do Louvre

Último Vídeo

O museu do Louvre está completando 223 anos neste dia 8 de novembro, de acordo com seu Twitter oficial. Porém, em outros lugares não oficiais a data de inauguração consta como sendo 10 de agosto de 1793, em comemoração ao primeiro ano da queda da monarquia no país.

Enfim, se a data é imprecisa, a arte não é: o museu do Louvre é conhecido pela Mona Lisa, a Vênus de Milo e a pirâmide de vidro, mas vai muito além disso. Conheça 9 obras misteriosas que você pode conferir de perto quando der um pulinho na capital francesa:

1. Túmulo de Phillipe Pot

Pot foi um diplomata e político francês que viveu entre 1428 e 1493. Neto de um cavaleiro das Cruzadas, Pot conseguiu formar várias alianças bastante estratégicas para a França nesse período. Seu túmulo possui figuras negras sinistras e está localizado na seção medieval do museu.

2. Estátua da Morte

Construída por volta de 1530, essa estátua macabra ficava no centro de Cemitério dos Inocentes, em Paris. Esse lugar de descanso eterno era repleto de valas comuns e funcionou na capital francesa desde a Idade Média até o ano de 1780, quando foi fechado devido à superlotação.

3. A estátua de Joana de Bourbon

Joana é avó de Catarina di Médici e viveu em Paris entre 1465 e 1521. Aos 22 anos, se casou com o Duque de Bourbon, que tinha 61. Ele morreu no ano seguinte, e Joana se casou novamente mais tarde. Ela foi enterrada na Basílica de Saint-Denis, mas uma estátua sua, representando sua morte, está no Louvre. A parte macabra é que vermes foram esculpidos como se estivessem saindo de seu corpo.

4. Estátua de Santa Valéria de Limoges

Esta santa supostamente viveu no período do Império Romano e tem uma estátua no Louvre em que aparece segurando a própria cabeça! Segundo a lenda, ela teria sido forçada a se casar com um pagão, mas foi decapitada diante da recusa. A imagem no Louvre ainda é composta por 2 anjinhos.

5. São Francisco recebe as chagas de Cristo

Esta pintura, feita entre 1295 e 1300, por Giotto di Bondone, fica próxima de onde está a Mona Lisa e por isso recebe pouca atenção dos turistas. Giotto foi estudante do famoso pintor italiano Cimabue e supostamente pintou os afrescos na Igreja Superior de São Francisco de Assis. Nesta tela, o santo aparece recebendo os estigmas de Cristo no Monte Alverne.

6. O quadro dos irmãos assassinados

Dois príncipes, Eduardo V e Duque de York, com idades de 12 e 9 anos, respectivamente, foram assassinados pelo seu tio, Ricardo III, para este poder usurpar o trono dos dois. Essa lenda medieval nunca foi confirmada, mas o quadro de Paul Delaroche (1797-1856) retrata essa terrível história.

7. A revolta dos anjos

A rebelião de Lúcifer e a queda dos anjos do céu é um tema bastante comum em retratos de época. Apesar disso, este quadro de autoria desconhecida e feito na segunda metade do século 14 impressiona pelas cores e detalhes.

8. Santo voando

É um pássaro? É um avião? Não! É uma imagem de São Ranieri feita pelo pintor Siena il Sassetta em 1426. No quadro, o santo aparece voando e sem a metade inferior do corpo. Supostamente retrata a história de quando Ranieri libertou 90 pessoas de uma prisão em Florença, na Itália.

9. O santo com um machado na cabeça

O catarismo foi um movimento cristão que teve espaço na Europa entre os anos 1100 e 1300. Apesar de ser cristão, ele fazia oposição à igreja católica, o que levantou a ira de muita gente. São Pedro de Verona, um famoso inquisidor da época, foi o principal combatente contra os cátaros. Ele acabou sendo morto com uma machadada na cabeça, em 1252. Este quadro representa o santo com o machado cravado no crânio.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.