Este mundo grotesco foi imaginado por um soviético contrário ao capitalismo
1.684
Compartilhamentos

Este mundo grotesco foi imaginado por um soviético contrário ao capitalismo

Equipe MegaCurioso
Último Vídeo

Você já ouviu falar a respeito de um cara chamado Geliy Mikhailovich Korzhev-Chuvelev? Ele foi um influente artista russo que deixou um grande número de obras criadas entre as décadas de 30 e 90. Comunista apaixonado, Geliy produzia sua arte inspirado no realismo socialista, estilo “oficial” aprovado pelos soviéticos, e continuou fiel a essa escola artística mesmo depois da dissolução da União Soviética.

Entretanto, de todas as pinturas de Geliy, o mundo grotesco que você vai ver a seguir provavelmente é o mais fascinante. Batizada de “Mutantes”, a série foi criada entre os anos 70 e 90, e muitos dizem que ela representa a revolta do artista com o fim do comunismo e seu profundo desgosto com a queda da União Soviética.

Arte política

Segundo Paul Gallagher, do portal Dangerous Minds, para Geliy, as mudanças trazidas com a Perestroika eram uma traição a todas as vidas sacrificadas em nome da igualdade do povo soviético. Além disso, para o artista, a grande revolução socialista mal tinha começado quando foi abandonada pelos políticos que viveram tão bem às custas dela — enquanto muitos outros tiveram que pagar o preço por isso.

De acordo com Paul, os primeiros “mutantes” da série foram criados nos anos 70, quando Geliy percebeu que a determinação dos líderes comunistas estava começando a falhar. O interessante é que o artista não costumava falar abertamente sobre sua desaprovação com relação às mudanças, mas suas pinturas berravam o que ele sentia e pensava!

Seja como for, Geliy é considerado como um dos pintores russos — ou, como ele provavelmente preferiria, soviéticos — mais influentes da segunda metade do século 20, e suas obras inspiraram gerações de artistas.

O mundo surreal e perturbador que Geliy criou tem forte inspiração na renascença tradicional e em personagens mitológicos e até bíblicos. Ademais, se você soltar a imaginação e observar as obras com mais atenção, vai associar os quadros com várias obras pra lá de conhecidas. Confira:

*Publicado em 8/3/2017

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.