(Fonte da imagem: Divulgação/NASA)

A Agência Espacial Americana (NASA) divulgou uma imagem captada pelo Telescópio Espacial Spitzer de uma estrela bebê rodeada por dois jatos de material idênticos.

Os jatos, chamados de Herbig-Haro 34, estão localizados na constelação de Orion, a cerca de 1,4 mil anos luz de distância da Terra. Você pode ver na fotografia (acima) os dois jatos como linhas verdes que emanam da estrela.

Esta é a primeira vez em que a NASA consegue obter a imagem dos dois jatos. O da direita já havia sido visto anteriormente. Mas o da esquerda só aparecia em detectores de infravermelho do telescópio, pois estava escondido atrás de uma nuvem escura.

Descobertas

A tecnologia do Spitzer possibilitou a visualização por completo, já que o aparelho consegue “ver” através de poeira, além de visualizar a ejeção de material da estrela. Os jatos são feitos de nós idênticos de gás e poeira, ejetados um após o outro da área em torno da estrela.

Astrônomos estudaram os nós e descobriram sua velocidade. Dessa forma, eles foram capazes de determinar que o jato do lado direito perfura o material estelar 4,5 anos mais tarde do que o esquerdo.

Os dados também revelam que a área de onde surgiram os jatos está dentro de uma esfera em torno da estrela, com um raio de três unidades astronômicas (uma unidade astronômica é a distância entre a Terra e o Sol).

Estudos anteriores estimam que o tamanho máximo dessa zona onde estão os jatos de gás e poeira já foi 10 vezes maior.