A sonda espacial Kepler, lançada pela NASA em 2009, já conseguiu identificar milhares de possíveis exoplanetas na Via Láctea, os quais se encontram espalhados e em órbita ao redor de inúmeras estrelas — cerca de 1.770 delas. Entretanto, imagine se fosse possível visualizar todos esses planetas orbitando ao redor de um único Sol!

O vídeo que abre esta notícia, produzido por Alex Parker, um pesquisador de pós-doutorado em Ciências Planetárias, mostra exatamente isso. O cientista criou uma animação com 2.299 exoplanetas encontrados pela sonda espacial, calculando suas escalas em relação aos demais planetas, a distância existente entre eles e até mesmo suas órbitas, tudo com base nos dados reais disponíveis sobre esses astros.

Simulação baseada em informações reais

Inclusive as temperaturas dos planetas foram estimadas, sendo representadas através das diferentes cores que você pode observar no vídeo. Além disso, os três anéis brancos que aparecem mais ao final do filme mostram as órbitas de Vênus, da Terra e de Marte.

Até o momento, a sonda Kepler já localizou 2.321 candidatos a exoplanetas, dos quais inúmeros já foram identificados, enquanto muitos outros ainda precisam ser comprovados. A animação acima descartou os planetas cirbumbinários (que orbitam duas estrelas em vez de uma) e os planetas que apresentaram apenas um trânsito ao redor de suas estrelas, os quais poderiam ser confundidos com estrelas binárias.

Fontes: NASA e Vimeo