Blergh! Veja como é o nascimento dos filhotes de barata
254
Compartilhamentos

Blergh! Veja como é o nascimento dos filhotes de barata

Último Vídeo

Imagina a cena: você acorda no meio da noite e escuta um barulhinho de patinhas que se movem efusivamente no escuro. Assustado, você corre para a luz e lá está ela! Uma terrível barata rastejante que se esconde nos cantos menos imagináveis da casa. Pouco tempo depois, começa o desespero para pegar o veneno, o chinelo e a espingarda para matar o temível bichinho.

O que você não sabe é que esses insetos estão na terra a mais de 300 milhões de anos. Além disso, eles são animais que preferem procurar abrigo junto com outros seres de sua espécie, pois são muito sociáveis – vai ver que é por isso que você nunca encontra uma criatura dessas sozinha.

Embora as baratas possam viver uma semana sem suas cabeças, uma hora elas acabam morrendo, pois, sem uma boca para beber água, elas morrem de desidratação. O sistema respiratório é feito por meio de pequenos buracos que ficam espalhados em diferentes segmentos do corpo, portanto a falta de ar não é um grande problema.

O milagre da vida

Alguma vez você já imaginou como seria o parto de uma dessas criaturas? No vídeo abaixo, é possível conferir uma fêmea da barata-de-madagascar (Gromphadorhina portentos) dando à luz de ponta cabeça a uma ninhada de bichinhos.

Perceba como os animais saem da mãe em uma massa branca bastante nojenta, mas dentro de pouco tempo eles se transformam em um verdadeiro exército rastejante. Um bebê barata pode correr quase tão rápido quanto um adulto, porém algumas espécies preferem permanecer com a mãe depois de um ou dois dias depois do nascimento.

Em outro momento, é possível conferir, em câmera lenta, uma barata colocando os ovos e eles eclodindo e se transformando em pequenos insetos. O mais interessante é que a passagem de larva para filhote acontece em questão de segundos. Embora a barata-de-madagascar seja marrom, seus filhotes são inteiramente brancos.

 

Se você é corajoso o bastante ou acaba de desenvolver uma misteriosa atração pelo inseto, confira o  vídeo abaixo, em que a mamãe expele um líquido que costuma ser chamado de “leite de barata” – uma secreção que, assim como o leite materno humano, é rica em proteínas, gorduras e carboidratos essenciais para o desenvolvimento dos filhotes.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.