Conquiste o liso perfeito com a chapinha

Conquiste o liso perfeito com a chapinha

Equipe MegaCurioso

Os cabelos com aspecto natural estão em alta. Mesmo assim, há quem não resista à chapinha para manter os fios sempre lisos. O problema é que muitas vezes o efeito do alisamento em casa não agrada. Mechas esticadas e frizz tiram o charme da produção.

O modelo da prancha alisadora é fator determinante para o liso não ficar conforme o esperado. Se você tem uma de alumínio, terá que investir em uma nova. Esses tipos estão ultrapassados principalmente porque esquentam demais. E é preciso controlar a temperatura para conseguir um alisamento natural.

É possível encontrar no mercado chapinhas que protegem e ajudam a manter o brilho e a força natural dos cabelos. A maior parte delas atinge a temperatura ideal em no máximo 30 segundos e alguns modelos têm tecnologias especiais para facilitar o trabalho.

Há, inclusive, aquelas que podem ser utilizadas nos fios úmidos. Um exemplo é a Prancha Secos e Úmidos, produzida pela Luxor, que libera íons negativos e protege o cabelo de quebrar.

Escolha a chapinha certa

Na hora de escolher um novo aparelho, prefira as opções de cerâmica, que neutralizam a eletricidade. Outro detalhe importante é que ele mostre a temperatura, pois você precisa controlá-la para evitar que os fios queimem ou quebrem durante o uso.

A chapinha ideal também deve emitir íons negativos, que selam a cutícula e potencializam a penetração dos nutrientes de produtos que você tenha utilizado antes do alisamento – como hidratantes, silicone ou cremes termoativados. Além disso, ainda evitam o indesejado frizz.

Há ainda outras tecnologias que fazem a diferença para um liso perfeito. Pranchas com cerâmica dupla garantem um aspecto uniforme. Já as com chapas mais finas mantêm a umidade natural dos fios e os deixam com mais brilho. Para eliminar de vez o risco do frizz, também existem modelos que emitem ondas infravermelhas.

Como conquistar o liso perfeito sem danos

A temperatura e o movimento são fundamentais para o liso perfeito. Por isso, siga dicas de especialistas para não errar e estragar os fios.

Quem tem cabelos grossos pode usar a chapinha com até 230 °C. Para os fios finos, a temperatura máxima cai para 180 °C. E se você tem qualquer tipo de química nos cabelos, não ultrapasse os 200 °C.

Além disso, aquelas que querem um liso com textura devem manter a temperatura entre 180° e 220 °C. Para hidratar, mantenha o aparelho entre 90° e 120 °C e, para modelar, os valores caem ainda mais – de 60° a 90 °C.

Na hora de separar a mecha que será alisada, não pegue uma quantidade de fios que ultrapasse um dedo. Se a sua prancha tiver uma temperatura máxima alta, é possível pegar uma mecha com até dois dedos.

Comece o alisamento a partir de um ponto bem perto da raiz e vá deslizando a prancha até as pontas, sem parar em nenhum momento. Para conseguir um liso natural (não com aspecto esticado), dobre as pontas para dentro quando estiver chegando ao fim das mechas.


Se ainda não estiver liso, passe a chapinha da mesma forma, logo em seguida, evitando que os frios quebrem.

Também é possível cachear o cabelo usando aparelho, basta começar a enrolar a mecha a partir da metade do comprimento.

Para evitar problemas, nunca alise os cabelos se eles estiverem úmidos, a não ser que você tenha uma prancha com tecnologia para isso, pois eles podem quebrar ou mesmo queimar. E, durante a produção do look, nunca deixe a chapinha parada em um lugar da mecha: isso é fatal para qualquer fio, além de deixá-lo marcado.

Porém, quem definitivamente não gosta de outro tipo de cabelo a não ser o liso deve deixar a prancha de lado e optar por tratamentos mais duradouros e menos agressivos. Hoje, as escovas progressiva e definitiva alisam o cabelo e ao mesmo tempo hidratam. Apesar de ser um investimento maior, o resultado é mais duradouro. E você terá um liso perfeito garantido todos os dias.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.