(Fonte da imagem: Divulgação/Marvel Studios)

Um dos principais méritos de “Os Vingadores” está exatamente no modo convincente com que o filme conseguiu colocar personagens tão fantasiosos em um universo realista. E um dos principais responsáveis por essa verossimilhança é a S.H.I.E.L.D. Porém, o que muita gente não sabe é que a organização governamental fictícia foi a responsável pelo Pentágono não dar suporte às gravações do filme.

Para quem não sabe, o Departamento de Defesa dos Estados presta assessoria a diversas produções cinematográficos na tentativa de tornar as operações militares vistas na telona o mais próximo daquilo que acontece de verdade. No entanto, não foi isso que aconteceu com o mais recente sucesso de bilheteria.

De acordo com o site Wired, o órgão e a Marvel Studios tentaram chegar a um acordo, mas o governo dos EUA considerou a existência da agência liderada por Nick Fury algo demasiadamente fictício. Em entrevista à página, o responsável do Pentágono por essa assessoria, Phil Strub, afirmou que não foi possível conciliar as duas organizações.

(Fonte da imagem: Divulgação/Marvel Studios)

Para Strub, o principal problema foi colocar o Pentágono ao lado da S.H.I.E.L.D, principalmente em relação ao nível de hierarquia. Quem responderia a quem? Na falta de uma resposta definitiva, a parceria foi desfeita.

Porém, mais do que simplesmente perder a assessoria, a Marvel Studios ficou sem acesso a alguns elementos que poderiam ser cedidos pelo órgão governamental, como alguns veículos militares, que tiveram de ser inseridos digitalmente na pós-produção.

Fonte: Wired, Comic Book Movie