Confira 20 curiosidades que você provavelmente não sabia sobre os cometas
334
Compartilhamentos

Confira 20 curiosidades que você provavelmente não sabia sobre os cometas

Último Vídeo

Você certamente já ouviu falar nos cometas, mas já parou para pensar do que realmente se tratam esses corpos celestes? Pensando nisso, apresentamos uma lista de 20 fatos interessantes que você provavelmente não sabe sobre eles, baseada em uma publicação do The Fact Site. Confira:

1. Cada cometa possui um núcleo que pode variar de poucos metros a vários quilômetros de largura todos os núcleos são feitos de gelo.

2. Os cometas podem ter um tempo limitado de vida e, mais cedo ou mais tarde, acabar se quebrando em função da velocidade incrível com que se movem e também do tamanho, que vai diminuindo ao longo do tempo. Isso porque cada vez que eles passam próximo ao Sol, perdem massa devido a um processo chamado sublimação. Assim, eles desaparecem após milhares de anos completando o ciclo em torno da estrela maior do Sistema Solar.

3. Se você ficou pensando que poderia usar um cometa para gelar a sua bebida, não se engane. O núcleo desses corpos possui uma mistura congelada de água, metano, amônia e dióxido de carbono, além de pedras, poeira e outros detritos espaciais. Portanto é muito mais do que a simples água que compõe o nosso gelo comum.

4. Um dos cometas mais famosos é o Halley. Ele entra no Sistema Solar a cada 76 anos.

O cometa Halley

5. Descoberto em 1993, o cometa Shoemaker-Levy 9 não é tão famoso quanto o Halley, mas veio a conhecimento do público após se quebrar em pedaços e se dispersar em Júpiter.

6. Apesar de parecerem bastante brilhantes, os cometas refletem apenas 4% da luz que recebem. O restante é absorvido.

7. Ainda não se sabe o que fica por baixo do gelo do núcleo de um cometa.

8. A atmosfera do cometa, também chamada de “coma”, é formada pela poeira e pelo gás que envolvem o núcleo.

9. Antigamente, cometas eram usados para causar medo nas pessoas. Dessa forma, os empresários aproveitadores do mercado vendiam sombrinhas, máscaras de gás e pílulas “anticometa”.

10. A cauda do cometa é parte da coma que sopra para longe do núcleo.

11. A poeira presente na cauda reflete a luz solar e é isso o que faz os cometas parecerem tão brilhantes.

12. O que nós enxergamos é uma cauda amarelada que acompanha o cometa, mas ele pode ter uma segunda extensão, na cor azul, formada pelos gases ionizados.

13. A segunda cauda do cometa pode se estender por mais de 570 milhões de quilômetros.

14. A estimativa é de que o Halley volte a aparecer somente em julho de 2061.

15. Um cometa pode lançar alguns pedaços de rocha, e esses fragmentos podem cair na Terra como uma chuva de meteoros.

16. Além da perda de massa e de substâncias voláteis, o cometa pode “morrer” por colidir com um corpo maior ou ainda explodir em função da gravidade do Sol.

17. A Nuvem de Oort e o Cinturão de Kuiper são as regiões de origem dos cometas e ficam em locais mais afastados do Sistema Solar. Oort está mais longe do que Kuiper.

18. A cauda iônica é resultado do choque dos ventos solares contra o cometa.

19. Neste momento, existem pelo menos 3 mil cometas conhecidos em nosso Sistema Solar.

O cometa Hale-Bopp

20. Em 1995, Alan Hale, do Novo México, e Thomas Bopp, do Arizona, descobriram um desses corpos celestes após ele passar próximo à órbita de Júpiter. Esse cometa ficou conhecido como Hale-Bopp.

Você já conseguiu observar um cometa ou conhece alguém que tenha feito isso? Conte-nos como foi no Fórum do Mega Curioso

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.