O privilégio de saber escrever: você não deve corrigir as pessoas sempre
3.042
Compartilhamentos

O privilégio de saber escrever: você não deve corrigir as pessoas sempre

Último Vídeo

Não é preciso rodar muito pela internet para achar uma discussão e, no meio dela, alguém corrigindo o português alheio. Nossa língua não é simples, então é comum dar aquela “escorregada”.

Ontem, uma imagem comum, o print de uma conversa, veio carregada de significado: Micarla Lins, uma jovem carioca, mostrou que saber escrever direito não é prova de inteligência, mas sim um privilégio. Ela compartilhou uma conversa que teve com o pai na qual ele pede desculpas por não saber escrever:

“Hoje li a seguinte frase: ‘saber escrever direito não é inteligência, é privilégio’, e isso me fez relembrar da seguinte conversa com meu pai, acho que nunca chorei tanto na vida quando recebi um pedido de desculpas dele por não saber escrever, meu pai não teve uma vida nada fácil hoje em dia ele só sabe ler, mas não sabe escrever quase nada e isso me faz lembrar de todas as vezes que ouço piadas por coisas que estão escritas de maneira ‘errada’ quantas vezes você já dispôs a ler pra alguém? Quantas vezes você já se ofereceu pra ensinar alguém a escrever? Então ao invés de acharem graça toda vez que virem algo escrito errado se lembrem de um pai pedindo perdão a filha por não conseguir falar com ela pois não sabe escrever. Que eu consiga usar do meu privilégio pro meu pai não precisar passar por esse tipo de piada. To cansada já tá na hora de vocês aceitarem que nem todo mundo tem as mesmas oportunidades.”

Até o momento, a postagem já teve quase 250 mil reações e mais de 38 mil compartilhamentos. Em entrevista ao BuzzFeed, Micarla contou que a conversa aconteceu durante um momento de muita alegria: sua aprovação no vestibular da UFRJ, onde, agora, ela cursa Serviço Social.

Seu pai chegou a ficar envergonhado com a repercussão da imagem, mas, ao ver os comentários de apoio, ficou emocionado e grato. Ela ainda revelou que pretende criar um projeto para ajudar pessoas com dificuldade de ler e escrever. 

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.