17 situações inesquecíveis para quem lia a Capricho
629
Compartilhamentos

17 situações inesquecíveis para quem lia a Capricho

Último Vídeo

Depois de 63 anos, a revista adolescente Capricho deixa de circular. A publicação foi a primeira revista feminina do Brasil, iniciando sua tiragem com fotonovelas e histórias de amor desenhadas em quadrinhos.

O sucesso era tanto que, em apenas quatro anos de existência, passou dos 500.000 exemplares por edição, tornando-se a maior tiragem de uma revista na América Latina.

Mesmo sem a revista impressa, a marca continuará existindo, já que há uma gama imensa de produtos relacionados à Capricho. Mas quem passou a adolescência acompanhando a publicação sabe da nostalgia que essa notícia traz. Então, vamos relembrar os melhores momentos! 

1. Se você era leitor assíduo, certamente ainda guarda algumas (ou muitas) edições no seu quarto.

2. As capas sempre eram a melhor parte! Você mal podia esperar para a revista chegar na sua casa e rasgar correndo aquele plástico para ver todas as novidades. Se não tinha assinatura, parava na primeira banca assim que podia.

3. As chamadas eram ótimas! Pare tudo o que você está fazendo, chame os amigos e observe a quantidade de manchetes arrebatadoras! Temos Sandy antes de ser “Devassa”, Ricky Martin antes de sair do armário e Luciano Huck antes de trocar de apresentadora infantil.

4. Já no ano seguinte, Sandy aproveitou a virada do século e o suposto bug do milênio para fazer uma grande revelação.

5. A Capricho era como o seu guia de sexualidade: o primeiro beijo, a primeira vez, como chamar “o gatinho” para sair. A cada edição, você tinha em mãos tudo o que precisava saber para se dar bem na conquista. Pelo menos, era o que eles prometiam.

6. Ela também ditava quem seria destaque na TV, música, cinema etc. Acho que nem todos aí levaram muita sorte. 

7. Depois de dar uma folheada na revista, você a levava para a escola, onde todas as suas amigas iriam pedir o pôster (óbvio que você não daria). 

Afinal, sempre tinha espaço para mais um pôster no seu quarto.

8.  Depois, munidas de caneta e papel, era a hora de descobrir tudo o que estava acontecendo na vida de cada uma através dos testes sempre certeiros! 

9. E das previsões do horóscopo, claro! Ainda posso ouvir “Amiga, lê o meu signo”. 

10. A seção de moda era maravilhosamente composta de roupas e acessórios da última moda – e que você nunca teria condições de comprar com a sua mesada (isso se você ganhava mesada).

11. Além disso, você sempre tinha que ficar de olho no “Certo e Errado” para ver se não estava pagando nenhum mico.

12. Com certeza você já quis fazer parte da “Galera Capricho”.

13. E não perdia uma coluna do Antônio Prata.

14. E o que dizer quando as revistas vinham com brindes? Era melhor já tirar da edição e deixar em casa... ou chegar na escola arrasando com eles!

15. Você mal podia esperar o seu aniversário ou o Natal para pedir um kit desses.

16. Ou o início das aulas para ter um fichário assim:

17. E, por fim, você sem dúvidas lembra como pulava de alegria quando a Capricho trazia um especial do seu artista favorito.

E você, vai sentir falta de mais alguma coisa da revista? Deixe seu comentário! 

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.