Narcisinho: erros de justiça tornaram o caso uma incógnita
143
Compartilhamentos

Narcisinho: erros de justiça tornaram o caso uma incógnita

Último Vídeo

Dia 3 de julho de 1991, 14 horas: o jovem Narciso Ferreira dos Santos Neto, conhecido como Narcisinho, tinha 12 anos quando foi raptado na cidade de Carpina, Pernambuco. Os sequestradores entraram em contato com a família e exigiram 3 milhões de cruzeiros como resgate. Na época, esse valor era uma pequena fortuna, mas, com o auxílio da prefeitura, o resgate foi pago.

Mesmo depois de 25 anos, muitas investigações, prisões e até um corpo encontrado, o caso nunca foi solucionado e continua sendo um dos maiores mistérios do estado.

As investigações

Narcisinho foi sequestrado depois de sair da escola

O caso Narcisinho abalou a cidade de Carpina, dividiu uma família e expôs muitas falhas da Justiça. Seis meses após o desaparecimento, uma ossada foi encontrada no Engenho Trapuá, no Município de Tracunhaém. A perícia concluiu que os restos seriam de uma "pessoa do sexo masculino, com idade entre 11 e 14 anos e estatura em torno de 1,40 metro". Após análise da arcada dentária, foi divulgado que o corpo pertenceria a Narcisinho.

Várias pessoas foram acusadas de participar do sequestro do garoto, entre elas Ronaldo, que era tio do menino; José Agrício de Souza, policial civil; Edílson José da Silva, técnico em eletrônica e amigo de Agrício; e Nivaldo Cavalcanti da Cunha, que seria pistoleiro.

Sem encontrar Nivaldo, a polícia prendeu os três suspeitos e os condenou a mais de 30 anos de prisão cada.

A reviravolta

Jornal da época

Oito anos depois das condenações, um exame de DNA concluiu que a ossada encontrada não pertencia ao garoto. Os acusados, Ronaldo, Agrício e Edílson, foram novamente julgados e, desta vez, absolvidos.

Mesmo após essas descobertas, ainda não se sabe o que aconteceu com Narcisinho e se ele realmente foi assassinado. Os três homens que foram presos injustamente acreditam que o pai do jovem estaria diretamente envolvido no caso.

Maria Lúcia de Souza Brandão, advogada de Ronaldo, tio do garoto, afirma que ele está vivo. Ela conta que a tia de Narcisinho, Neida Costa, afirmou que, pouco antes do suposto sequestro, a irmã e o pai do garoto viajaram para o exterior.

José Agrício de Souza foi um dos acusados

Para complicar a situação, Narciso Ferreira, pai do jovem, estaria com uma grande dívida, que, curiosamente, era do mesmo valor pedido no resgate: 3 milhões de cruzeiros. Na época, a própria prefeitura pagou o valor para os sequestradores, que mesmo assim não devolveram a criança.

Essa parte da família acredita que Narcisinho, que hoje estaria com 37 anos, está vivo e morando nos Estados Unidos. Segundo Marcelo Adelino, tio do garoto, os pais do jovem viajam com muita frequência para o exterior, o que só levanta mais dúvidas em relação ao caso.

Essa parte da família acredita que Narcisinho, que hoje estaria com 37 anos, está vivo e morando nos Estados Unidos. 

Eles também questionam o fato de Narciso ter usado a imagem do filho desaparecido em sua campanha política para a prefeitura da cidade.

A advogada pediu para que os familiares apresentassem o atestado de óbito do jovem, e não o documento fornecido pelo IML que já perdeu a validade devido ao exame de DNA, mas não obteve resposta.

O outro lado

Segundo o advogado dos pais de Narcisinho, Omar Cruz e Silva, “o fato de o DNA ter dado negativo não significa que o garoto esteja vivo nem que os condenados sejam inocentes”. Ele também lembra que, em 1996, os pais fizeram uma queixa da violação do túmulo.

Os dois lados da família continuam brigando na justiça e até hoje não se sabe o paradeiro de Narcisinho.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.