(Fonte da imagem: Thinkstock)

Existem pela internet milhares de receitas deliciosas de como preparar o tradicional peru de natal. Contudo, temos certeza de que você nunca viu nenhuma delas explicando como os cientistas da NASA preparariam esse famoso prato natalino! O pessoal do site Gizmodo decidiu perguntar a alguns engenheiros da agência espacial como é que eles fariam para preparar um peru de natal, e você pode conferir abaixo os métodos de preparo Hi-Tech sugeridos por eles:

Com uma mega-antena parabólica

(Fonte da imagem: Reprodução/RNW)

Tempo de preparo: depende da velocidade do vento, temperatura do ar e hora do dia.

Ingredientes:

  • 1 peru;
  • 1 pedaço de kapton — um polímero resistente a altas temperaturas utilizado para proteger componentes das naves espaciais e outros equipamentos dos rigores do espaço e da exposição ao Sol — coberto por uma camada de alumínio aplicada a vácuo;
  • 1 enorme antena parabólica para captar a energia solar;
  • 1 plataforma rotatória;
  • 1 dispositivo para medir a temperatura interna da ave durante o cozimento.

Preparo:

Forre a antena com o kapton, mantendo a face brilhante voltada para o sol. Insira o dispositivo para medição de temperatura no peru e determine o limite de calor em 75 ºC. Posicione a ave sobre a plataforma rotatória e programe-a para completar um giro de 180 graus a cada 30 minutos. Prepare a antena para iniciar a captação dos raios solares e, enquanto o peru estiver assando, aproveite para preparar os demais acompanhamentos da ceia.

Com uma câmara de vácuo térmico

(Fonte da imagem: Reprodução/NASA)

Tempo de preparo: entre 5 e 6 horas.

Ingredientes:

  • 12 mil perus;
  • 1 câmara de vácuo térmico como a que existe no Centro Goddard da NASA (como ela mede 12 metros de altura por 8 da largura, os engenheiros calcularam que ela pode assar de 10 a 12 mil perus de uma vez, deixando espaço de sobra para assar os acompanhamentos do prato).

Preparo:

Coloque cada um dos 12 mil perus dentro de bolsas plásticas* próprias para assar alimentos e, depois, organize-os dentro da câmara. Como esse dispositivo é utilizado para simular as temperaturas no espaço, ele pode ser aquecido até cerca de 150 ºC. Porém, como essa temperatura é mais baixa do que a dos fornos convencionais, os perus vão demorar entre 5 e 6 horas para ficarem prontos.

Agora, se você não sabe o que fazer com as sobras dos 12 mil perus, não se preocupe, pois a câmara também é capaz de resfriar-se rapidamente, congelando toda a carne a – 190 ºC.

* As bolsas garantirão que a carne não fique seca durante o cozimento.

Com a sonda espacial Solar Dynamics Observatory (SDO)

(Fonte da imagem: Reprodução/NASA)

Tempo de preparo: 45 minutos.

Ingredientes:

  • 1 peru;
  • 1 sonda espacial SDO;
  • 1 sonda Solar Probe Plus (equipamento opcional*).

Preparo:

Prenda o peru na parte dianteira da sonda espacial — que fica voltada para o Sol — para que a ave fique exposta a temperaturas de 200 ºC. Deixe assar durante 45 minutos e, depois, prenda o peru na parte traseira da sonda, para congelar a ave a temperaturas de – 185 ºC, já que a SDO só retornará à Terra dentro de alguns anos.

* Caso você deseje que o peru fique com uma casquinha bem crocante por fora, realize o mesmo procedimento utilizando a Solar Probe Plus, que deverá lançada pela NASA em 2018 e ficará mais próxima do Sol do que o planeta Mercúrio.

Com um foguete de testes

Tempo de preparo: uma hora e 45 minutos.

Ingredientes:

  • 1 peru;
  • 1 foguete de testes do tipo Antares;
  • 1 parede de tijolos para proteger a ave e acumular calor;
  • Combustível suficiente para manter o foguete funcionando.

Preparo:

Coloque o peru atrás da parede de tijolos e ligue os motores do foguete durante uma hora e 45 minutos. Caso você deseje assar o peru extrarrapidamente e distribuir os pedacinhos já no ponto para os seus convidados ao mesmo tempo, dispense a parede protetora. O escapamento poderoso do foguete fará o trabalho de espalhar toda a comida para você.