Mais tradições supercuriosas sobre o Ano-Novo
75
Compartilhamentos

Mais tradições supercuriosas sobre o Ano-Novo

Último Vídeo

O Ano-Novo está pintando na área e todos nós temos algum costume para passar a virada. Seja para trazer sorte, prosperidade, amor, dinheiro ou saúde, a questão é que cada país tem as suas tradições, que podem ser comuns ou esquisitas, mas que fazem essa data ainda mais curiosa nesses aspectos. Algumas delas você pode conferir também neste outro artigo do Mega Curioso. 

Que tal jogar um eletrodoméstico pela janela para atrair sorte? Ou visitar um templo fantasiado de cavalo? Talvez você prefira deixar um homem entrar na sua casa com uma garrafa de uísque ou apenas comer singelos bolinhos de arroz. Cada cultura tem a sua tradição, mas o que vale é acreditar. Confira abaixo e Feliz 2014!

Inglaterra e Escócia

Fonte da imagem: Shutterstock

Para mandar o ano velho embora, os britânicos da Inglaterra e Escócia abrem a porta dos fundos de casa. Além disso, uma tradição diz que a primeira visita após a meia-noite deve ser de um homem de cabelos pretos, que deve entrar na casa (pela porta da frente) com um pacote de carvão, uma garrafa de uísque, um pão e sal para que não falte aquecimento, prosperidade, comida e dinheiro para os moradores no ano que se inicia.

O homem então divide os itens entre os residentes, que comem o pão e bebem o uísque. Além disso, o visitante coloca o carvão na lareira ou no fogão. Depois disso, ele deve sair pela porta de trás.

Fonte da imagem: Reprodução/The Telegraph

Outro costume da Escócia, mais precisamente da cidade de Stonehaven, é o desfile de homens pelas ruas na véspera do Ano-Novo enquanto rodam bolas de fogo. A tradição faz parte das celebrações de Hogmanay, embora as suas raízes remontem aos Vikings.

Japão

Fonte da imagem: Reprodução/Travel and Leisure

Desde 1873, o Japão adotou o calendário gregoriano, mas antes seguia o lunar chinês. As tradições por lá são muitas, mas algumas se destacam, como o costume de tocar os sinos dos templos por 108 vezes seguidas para afastar os maus espíritos. Outra tradição curiosa nos templos é de as pessoas os visitarem fantasiadas com o animal referente ao ano do zodíaco. Em 2014 será o cavalo.

Fonte da imagem: Shutterstock

Além disso, os japoneses têm o hábito de consumir os motis, bolinhos feitos com massa de arroz que atraem mais prosperidade, de acordo com suas tradições. Outro costume da época é manter cortinas suspensas ou amarradas para deixar as casas e estabelecimentos livres para a entrada de boas vibrações e sorte.

África do Sul

Fonte da imagem: Reprodução/The Telegraph

Jogue fora o velho e comece o ano renovado! Essa é a ideia de um costume sul-africano de Ano-Novo. Em Joanesburgo, mais frequente na região de Hillsboro, a tradição é de jogar móveis e eletrodomésticos velhos pela janela, deixando o caminho livre para as novidades. Haja dinheiro para renovar os itens todo ano!

Confira mais algumas superstições

  • Um ritual romeno do Ano-Novo é bastante curioso, mas muito popular na região rural do país. A tradição é de tentar ouvir o que os seus animais falam. Loucura? Muitos afirmam que ouvem! Mas isso não é bom, pois, quando eles são ouvidos, é um mau presságio. Já se a tentativa de escutar os bichinhos falhar, isso significa boa sorte.
  • Na Estônia existe uma tradição que diz que as pessoas devem comer sete vezes no dia de Ano-Novo para garantir alimento abundante para o próximo ano. Essa é fácil, não é verdade? O problema está na extensão da tradição, que afirma que beber demasiadamente também é tão importante quanto comer em excesso para trazer fartura.
  • Na Finlândia, para prever se o próximo ano será bom ou não, existe uma tradição bastante curiosa. Os finlandeses lançam estanho derretido em um recipiente com água. Após o metal endurecer, eles tentam interpretar a forma obtida. Por exemplo, se o metal ficou em uma forma de coração ou anel significa um casamento no novo ano. Já uma forma de porco significa abundância de alimentos.
Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.