Como você já deve saber, o Furacão Sandy está fazendo com que os Estados Unidos sofram de diversas maneiras. Muitos moradores já deixaram as suas casas, o transporte público chegou a ser interrompido e diversos alunos já estão sem aula — e essas são apenas medidas de precaução.

Segundo meteorologistas, Sandy pode se chocar com uma frente fria e se transformar uma tempestade sem precedentes. Para mostrar o tamanho desse fenômeno, tripulantes da Estação Espacial Internacional (ISS, pela sigla em inglês) registraram a movimentação do furacão, que chegou a apresentar ventos de quase 145 km/h.

Como a distância entre a ISS e o planeta Terra é consideravelmente grande, você não vai conseguir ter noção da grande velocidade com que o Sandy se movimenta. Contudo, dá para notar o tamanho do furacão, de forma que o perigo que ele representa fique bastante claro.

Caso você queira ter uma noção maior de como é a movimentação dos ventos, é possível assistir a um vídeo produzido e divulgado pela NASA — que é apenas uma simulação — clicando aqui.

Fonte: NASA e BBC