Como um comprimido poderia te deixar mais forte mentalmente?
87
Compartilhamentos

Como um comprimido poderia te deixar mais forte mentalmente?

Último Vídeo

Você acreditaria se alguém te dissesse que uma simples pílula poderia te fortalecer mentalmente, reduzindo o stress e combatendo a ansiedade quase na mesma hora? É claro que existem medicamentos que cumprem essa tarefa, principalmente aqueles receitados por psiquiatras, mas eles não têm efeito imediato.

Segundo um estudo liderado pelos professores Dennis Charney (Monte Sinai Escola de Medicina) e Steven Southwick (Universidade de Yale), uma substância à base de neuropeptídeo Y (NPY) está sendo testada e promete fazer com que as pessoas se sujeitem melhor às pressões, principalmente quem sofre de depressão.

Vivendo sob stress contínuo

A pesquisa foi realizada no Acampamento Mackall, uma "escola de sobrevivência" para soldados que fica na Carolina do Norte (EUA). Ali, os combatentes participam de provas de resistência e escape, evasão, simulação de aprisionamento de guerra, com placas de concreto, arame farpado e túmulos falsos.

Os "prisioneiros" são submetidos a interrogatórios simulados que causam intenso e descontrolado nervosismo nesses homens, segundo os professores. Então, esse acampamento foi o lugar escolhido por eles como o ambiente ideal para um estudo de stress agudo sobre o corpo humano antes e depois do treinamento e dos questionamentos.

Eles tiveram permissão para expor os soldados das forças regulares e de grupos especiais aos testes que comprovaram que aqueles com mais NPY tinham desempenho melhor durante os interrogatórios, assim como os soldados das forças especiais tinham níveis significativamente mais elevados em comparação com as tropas regulares.

Afinal, o que é o neuropeptídeo Y?

O neuropeptídeo Y (ou NPY) é uma substância química do cérebro que está fortemente correlacionada com a capacidade de as pessoas lidarem com depressão ou ansiedade, por exemplo. Ele é desencadeado por stress e ajuda a reduzir a liberação do hormônio noradrenalina, que desempenha papel crucial na resposta de luta ou fuga.

Isso significa que quanto mais NPY o seu cérebro liberar, mais rápido você se recupera do stress e se torna mais resistente a esses problemas psíquicos. E é nisso que os pesquisadores estão apostando: uma substância que possa aumentar o nível de neuropeptídeo imediato para a recuperação de uma pessoa.

O trabalho genético sugere que pessoas que têm uma forma de gene que produz menos NPY são mais propensas a ansiedade. "As variações de neuropeptídeos, então, parecem ser bastante importantes para a compreensão da neurobiologia da resiliência.", afirma Charney diante de suas pesquisas.

Como foi feita a pesquisa?

Charney, Southwick e seus colegas criaram um spray nasal que foi aplicado e testado em pacientes com transtorno de stress pós-traumático em uma dose única, mas como isso nunca tinha sido feito antes, a dose era muito baixa e eles não obtiveram resultados muito efetivos.

Então, em 2013, uma pesquisa foi feita em ratos em uma dose muito maior do que aquela aplicada nas pessoas. Sete dias depois de terem recebido uma quantidade de NPY, os animais mostraram significativamente menos sinais de depressão e ansiedade do que os ratos que não foram tratados com a substância.

Agora, a US Food and Drug Administration concedeu aprovação para que a proposta de Charney pudesse ser testada com doses mais elevadas em pacientes com transtorno de stress pós-traumático. Esta pesquisa está acontecendo e, segundo os professores, os resultados sairão até o segundo semestre de 2015.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.