Seja o primeiro a compartilhar

Bir Tawil: o pedaço de terra na África que ninguém quer

A história das civilizações conta com diferentes disputas por território, então é difícil pensar que em pleno 2018 existam lugares que ninguém faz questão de reivindicar. Esse é o caso de Bir Tawil, uma porçãozinha de terra com pouco mais de 2 mil km² que ninguém faz questão de chamar de sua.

O mais curioso é que Bir Tawil fica entre o Egito e o Sudão, mas nenhum dos dois países faz questão de anexá-lo oficialmente a seu território. Acontece que a região é extremamente árida, pedregosa, inabitada e sem nenhum recurso natural. É uma porção de terra sem utilidade nenhuma, por isso ninguém faz questão de tê-la.

Bir TawilBir Tawil: 2 mil km² que ninguém faz questão de ter

Ao lado de Bir Tawil está outra região com características semelhantes, chamada de Triângulo de Hala’ib. Como esse lugar ao menos tem acesso ao Mar Vermelho, tanto Egito quanto Sudão querem a sua posse, mas, por conta de um acordo de fronteiras, quem tiver uma das regiões não pode ter a outra.

A bizarrice começou em 1899, quando o Reino Unido traçou uma fronteira reta através do paralelo 22, anexando o território ao Sudão e deixando Hala’ib para o Egito. Esse acordo durou apenas 3 anos, já que em 1902 uma nova linha foi traçada tendo como base as identificações de tribos nômades em ambos os lugares, invertendo a posse dessas regiões.

bir tawilBir Tawil: vários nadas

Só que o Egito não curtiu a mudança e, desde então, reivindica a “devolução” de Hala’ib. Como Bir Tawil se tornou uma terra de ninguém, um americano chamado Jeremiah Healton chegou ao local e cravou uma bandeira para criar seu próprio reino – bem, na verdade esse seria um mimo para sua filha, que queria ser uma princesa de verdade.

Jeremiah não foi o único: o empresário indiano Suyash Dixit também cravou uma bandeira por lá, em 2017, para dizer que a terra era sua. Antes deles, os russos Dmitry Zhikharev e Mikhail Ronkainen também deixaram sua marca. Nenhuma dessas pessoas, entretanto, continuou por lá para administrar o lugar. Portanto, Bir Tawil continua sendo de ninguém.

jeremiahJeremiah levou uma bandeira desenhada por sua filha, a "princesa" do Sudão do Norte, como ele mesmo resolveu chamar o território de Bir Tawil

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.