3 lições de como usar estratégia militar para construir hábitos melhores
100
Compartilhamentos

3 lições de como usar estratégia militar para construir hábitos melhores

Último Vídeo

O livro “A Arte da Guerra” é um famoso tratado sobre planejamento, estratégia e liderança escrito por Sun Tzu, um lendário militar da China antiga. Ele se tornou muito popular nos anos recentes porque seus conceitos sobre vencer batalhas têm sido usados no ambiente de negócios.

Tzu era mestre do “soft power” (poder suave, em tradução livre) e também pai da “guerra ágil”. Por isso, sempre que possível, ele preferia vencer sem lutar ou, ao menos, vencer primeiramente as batalhas mais fáceis.

Ele escreveu: “Aquele que conhece o inimigo e a si mesmo lutará cem batalhas sem perder; para aquele que não conhece o inimigo, mas conhece a si mesmo, as chances para a vitória ou a derrota serão iguais; aquele que não conhece o inimigo nem a si próprio será derrotado em todas as batalhas”.

Além do campo de negócios, seus ensinamentos podem ser aplicativos em diversas outras áreas, desde a abertura de um negócio até o estabelecimento de metas pessoais, como perder peso e formar hábitos saudáveis. Por isso, separamos algumas das estratégias militares de Tzu que podem ser usadas no seu dia a dia.

1. A batalha por hábitos melhores

Quantas vezes você tentou desenvolver um hábito saudável, mas falhou? Todos nós travamos batalhas contra vícios e costumes que nos prejudicam, como fumar, procrastinar ou comer de forma errada. Porém, o que fazemos para nos livrarmos desses maus costumes é atacá-los no ponto em que eles são mais fortes. Por exemplo:

  • Tentamos seguir uma dieta rigorosa enquanto saímos para jantar com amigos.
  • Tentamos escrever um livro em um ambiente barulhento.
  • Nós também tentamos comer de maneira saudável quando a casa está repleta de doces e produtos industrializados.
  • Há ainda quem tente fazer os trabalhos da escola ou da faculdade com a televisão ligada.
  • E também tentamos nos concentrar usando o smartphone (que é repleto de aplicativos de redes sociais, jogos e outras distrações).

O problema é que, quando deixamos de alcançar nossos objetivos, nos culpamos pelo fato de “não querermos muito” ou não termos força de vontade suficiente. Em muitos casos, no entanto, o fracasso é resultado apenas de uma estratégia ruim.

Bons líderes militares começam vencendo batalhas fáceis enquanto vão melhorando suas posições. Eles também esperam até que o inimigo esteja enfraquecido e a moral dele esteja baixa antes de o enfrentar diretamente. Sendo assim, por que começar uma guerra atacando áreas bem defendidas? Ou, por que começar novos hábitos em ambientes que prejudicam o seu avanço?

Sun Tzu ensina que nunca travaria uma batalha em um terreno que não favorecesse o seu exército e jamais atacaria o ponto em que o inimigo é mais forte. Da mesma forma, é preciso fazer aprimoramentos simples em nossos hábitos primeiro, estabelecendo uma posição melhor para depois “atacar” as mudanças mais difíceis.

2. Sun Tzu, o mestre dos hábitos

É possível adaptar os ensinamentos de Sun Tzu ao desenvolvimento de hábitos melhores:

  • Exemplo 1:

Sun Tzu: "Você pode ter a certeza de obter sucesso em seus ataques se você atacar apenas lugares indefesos."

Adaptado: "Você pode ter a certeza de obter sucesso em desenvolver bons hábitos se você apenas desenvolver aqueles que sejam fáceis de serem mantidos."

  • Exemplo 2:

Sun Tzu: "Ganha quem sabe quando lutar e quando não lutar."

Adaptado: "Consegue melhorar seu comportamento quem sabe quais são os hábitos que podem ser mudados agora e quais devem ser alterados mais tarde."

  • Exemplo 3:

Sun Tzu: “Um general inteligente evita confrontar o inimigo quando o seu ânimo está ao rubro; procura-o quando o ânimo esmorece."

Adaptado: "Uma pessoa inteligente evita confrontar as áreas onde os maus hábitos são mais fortes, mas ataca onde eles são fracos e fáceis de mudar."

3. Trave as batalhas que você está destinado a vencer

Tornar-se uma pessoa melhor se trata não apenas de uma questão de força de vontade, mas também de estratégia. Aquilo que as pessoas classificam como falta de empenho em mudar pode ser meramente uma tentativa falha de querer construir hábitos bons em ambientes ruins.

·       Se você estiver tentando ler mais livros, não faça isso em uma sala onde seu video game, sua televisão e seu computador estão acessíveis. Mude-se para um espaço mais tranquilo e livre de possíveis distrações.

·      Se você acredita que precisa perder peso, não tente usar no início um programa de exercícios para atletas. É claro que com o tempo você pode melhorar suas habilidades, mas essa não é a batalha mais adequada para escolher no começo. Dê o primeiro passo com uma mudança menos radical e fácil de gerenciar.

Se você está rodeado por pessoas que o contagiam com desânimo, trabalhe em seus projetos em um local diferente ou entre em contato com quem pensa como você e acredita no seu potencial.

Caso esteja tentando manter o hábito de escrever enquanto seus filhos estão em casa e o ambiente está um caos, tente trabalhar nisso em um horário diferente. Construa bons hábitos de uma forma simples, em lugares que favorecem isso e redefina sua situação. Assim, você cria um jogo onde as probabilidades estarão a seu favor.

Parece simples, mas com que frequência você se pegou lutando batalhas difíceis enquanto ignorava as mais fáceis? Você terá muito tempo para enfrentar os leões, então comece com as hienas primeiro. O caminho mais inteligente é fazer melhorias onde há menor resistência. Lute as batalhas que você está destinado a vencer.

***

Você conhece a newsletter do Mega Curioso? Semanalmente, produzimos um conteúdo exclusivo para os amantes das maiores curiosidades e bizarrices deste mundão afora! Cadastre seu email e não perca mais essa forma de mantermos contato!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.