Descubra o que, exatamente, está acontecendo nesta dramática imagem
198
Compartilhamentos

Descubra o que, exatamente, está acontecendo nesta dramática imagem

Último Vídeo

Há alguns dias, um de nossos leitores encontrou a imagem acima como “capa” de um vídeo de uma de nossas matérias — uma bem antiga... — aqui no Mega Curioso. Mas como foto não se encontrava listada no artigo e, portanto, não trazia explicação, ele nos enviou uma pergunta sobre o que a cena retrata. Pois, como nós da redação acabamos percebendo que outros leitores também ficaram na dúvida do que está rolando na foto, decidimos pesquisar e compartilhar com todos o que descobrimos sobre o registro.

Investigando o passado

De acordo com o pessoal do site Rare Historical Photos, a foto foi capturada em outubro de 1907 por Joseph Chidwick, um marinheiro a bordo do HMS Sphinx, uma embarcação da Marinha Britânica, e mostra um de seus colegas serrando uma corrente presa ao tornozelo de um escravo africano. Veja a imagem novamente:

Escravo africano(Rare Historical Photos)

Além desse retrato que você viu acima, outros tantos foram capturados na mesma ocasião, e mostram seis sobreviventes que conseguiram fugir com uma canoa de um vilarejo usado para o tráfico de escravos na África. O corajoso grupo foi encontrado em Batineh, no litoral de Omã, e foram resgatados pelo HMS Sphinx, que realizava o patrulhamento do espaço marítimo na costa africana, entre Moçambique e Zanzibar — cujo controle estava sob o Império Britânico.

Escravos africanos(Rare Historical Photos)

Um dos escravos resgatados contou que havia passado três anos aprisionado — todos os seis foram encontrados com correntes ainda presas nas pernas. Depois de serem questionados pelos britânicos, um grupo de marinheiros foi até o local de onde os escravos haviam escapado e conseguiram capturar dois dos “comerciantes”, que aparentemente eram de origem árabe.

Escravos africanos(Rare Historical Photos)

Conforme explicou o Rare Historical Photos, em 1808, a Marinha Britânica estabeleceu o patrulhamento do litoral da África Ocidental e, até 1860, os oficiais britânicos capturaram cerca de 1,6 mil de navios transportando escravos e libertou 150 mil pessoas a bordo dessas embarcações todas.

Traficante de escravosUm dos traficantes de escravos capturados na ocasião (Rare Historical Photos)

A maioria desses navios tinha como destino a América do Sul, em especial o Brasil — que, na época, era o maior “importador” de escravos do mundo, tendo recebido um número estimado em mais de um milhão de escravos africanos entre os anos de 1808 e 1888. Triste, né?

***

Você conhece a newsletter do Mega Curioso? Semanalmente, produzimos um conteúdo exclusivo para os amantes das maiores curiosidades e bizarrices deste mundão afora! Cadastre seu email e não perca mais essa forma de mantermos contato!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.