Seja o primeiro a compartilhar

Sabe o que acontece com as operárias depois que a formiga-rainha morre?

Você já deve saber a resposta para a pergunta que fizemos no título, certo? Sim, depois que a formiga-rainha morre, as formiguinhas operárias morrem. Todas elas, pobrezinhas. Mas, você sabe a razão de isso acontecer? Quem explicou o que rola no formigueiro foi o pesquisador brasileiro Eduardo Fox, doutor em Zoologia e Entomologia pela UNESP, em uma publicação superdidática compartilhada no site Quora.

Questão de anatomia

Segundo Eduardo, para entender o motivo de as operárias encontrarem um fim trágico depois que a rainha morre, precisamos compreender como essas criaturinhas se alimentam. Então, para começar, dê uma boa olhada no corpo das formiguinhas a seguir:

Várias formigas(Wikimedia Commons/Stephen Ausmus)

Notou como elas têm “cinturinhas” bem fininhas — e um “traseirão”? De acordo com Eduardo, o estômago das formigas se localiza justamente nessa porção mais volumosa do corpo, o que significa que elas são incapazes de consumir alimentos sólidos, uma vez que os fragmentos simplesmente não passariam por suas estreitas cinturas.

É aqui que entram as larvas, ou seja, os “bebês” que as formigas-rainhas produzem. Essas criaturas não têm a mesma cinturinha que as formigas adultas e, portanto, enfrentam menos problemas quanto ao consumo de alimentos. Veja abaixo um desenho de como são seus corpos:

Larvas de formiga(Quora/Eduardo Fox)

Maternidade

Eduardo contou que, basicamente, o papel das operárias de uma colônia é garantir que as larvas sobrevivam e se desenvolvam. Para isso, elas trabalham duro e em conjunto, levando alimentos ao formigueiro — onde mastigam o que foi coletado e “cospem” o material para que os “bebês” comam.

Essa “papinha” é engolida e digerida pelas larvas e, então, elas secretam uma substância rica em aminoácidos e ácidos graxos que serve de alimento para as operárias. Pois bem, quem gera as larvas, conforme mencionamos anteriormente, são as rainhas. Assim, quando elas morrem e deixam de produzir “bebês”, o formigueiro — que, na verdade, funciona como uma maternidade — perde sua razão de existir e, em pouco tempo, as formigas se tornam desorganizadas e morrem.

Conforme acrescentou Eduardo, as vespas e algumas espécies de formigas mais primitivas podem produzir novas rainhas mais facilmente, caso haja um indivíduo fértil na colônia capaz de acasalar e procriar. No entanto, se esse exemplar “substituto” não existir, sua ausência sela o destino da comunidade inteira. E aí, caro leitor, você sabia disso tudo?

***

Você conhece a newsletter do Mega Curioso? Semanalmente, produzimos um conteúdo exclusivo para os amantes das maiores curiosidades e bizarrices deste mundão afora! Cadastre seu email e não perca mais essa forma de mantermos contato!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.

Comentários

Você já percebeu que passamos por algumas mudanças por aqui, né? Uma delas é melhorar também o nosso campo de comentários - e nada melhor do que você, nosso leitor, para nos ajudar e garantir que a gente esteja no caminho certo. Substituímos temporariamente nossos comentários por uma pesquisa rápida para implementarmos mais uma melhoria. Como você acredita que nossa interação pode ser mais próxima aqui?

CLIQUE AQUI PARA RESPONDER