3 fatos pouco conhecidos sobre a Segunda Guerra Mundial

3 fatos pouco conhecidos sobre a Segunda Guerra Mundial

Último Vídeo

A Segunda Guerra Mundial (1939-1945) foi marcada por acontecimentos complexos que se interligam de forma pouco conhecida para muitas pessoas. Conheça três fatos interessantes:

(Fonte: Pixabay)

1. O Dia D não foi comandado pelos Estados Unidos

O Dia D, conhecido desembarque dos Aliados à Normandia (1944), que tinha como objetivo desarticular a invasão nazista na Europa, não foi comandado pelos Estados Unidos. A maioria dos líderes militares na operação era britânica. Além disso, 31% dos suprimentos e dois terços das aeronaves enviadas pertenciam à Grã-Bretanha, mostrando o quão decisiva foi a sua contribuição na marcante batalha da Segunda Guerra Mundial.

(Fonte: Pixabay)

2. O Japão já havia discutido sobre sua rendição antes de ser atacado com as bombas atômicas

Uma característica que definiu o exército japonês foi o nacionalismo exacerbado. E devido a isso, criou-se a narrativa que os japoneses só se renderam após serem atingidos pelas bombas atômicas. No entanto, alguns historiadores sustentam a tese de que, na verdade, os japoneses haviam capitulado pouco antes de serem atingidos, pois estavam seriamente enfraquecidos na ocasião devido aos outros ataques recebidos.

A bomba nuclear, por outro lado, representou a oportunidade de simbolizar a vitória dos EUA e mostrar seu poder à União Soviética. No final das contas, os ataques impiedosos que caracterizaram o fim da Segunda Guerra Mundial também se tornaram o marco inicial da Guerra Fria.

(Fonte: Pixabay)

3 - O Dia D não foi decisivo na derrota da Alemanha 

Acredita-se que o Dia D foi decisivo para a vitória dos Aliados, mas isso não se deve exclusivamente ao ataque. Foi a invasão da Alemanha à Rússia que deixou o exército de Hitler enfraquecido. Inclusive, a tentativa de ocupação alemã lembra, de certa forma, o que ocorreu durante a expansão napoleônica, em 1812.

Na época, o plano de ataque francês não contava com um inverno russo tão rigoroso para os seus soldados. O exército foi perdendo força à medida que avançava e encontrava as cidades vazias e destruídas. Na invasão alemã, novamente, não houve preparo adequado para lidar com o frio. Além disso, Stalin também coordenou a evacuação das cidades russas. Ao serem invadidas, os soldados alemães ficaram sem meios de obter abrigo ou mantimentos, o que contribuiu para o fracasso na ofensiva contra a Rússia.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.