Seja o primeiro a compartilhar

Explicação ou restrição? Uma vírgula pode mudar tudo

Hoje vamos tratar da influência da vírgula em contextos de restrição e explicação, que são bastante comuns no dia a dia.

Observe as frases abaixo:

(1) Minha prima, que mora no Rio de Janeiro, é professora.

(2) Minha prima que mora no Rio de Janeiro é professora.

Elas são quase iguais, não é mesmo? Mas saiba que a presença das vírgulas na primeira frase altera o sentido completamente. E é com esse detalhe que você precisa cuidar bem.

No caso da frase 1, trata-se de uma explicação. Estou apenas dando uma informação a mais, referente à cidade onde minha prima mora. A frase poderia ser apenas Minha prima é professora. Implicitamente, compreende-se que tenho apenas uma prima. 

Já na frase 2, trata-se de uma restrição. A minha prima que mora nessa determinada cidade é professora. Ou seja, implicitamente deduz-se que tenho outras primas vivendo em outros lugares.

(Fonte: Giphy)(Fonte: Giphy)

Vamos a mais exemplos:

(1) Os alunos, que falavam alto, estavam perturbando a aula.

(2) Os alunos que falavam alto estavam perturbando a aula.

Novamente, a frase 1 apresenta uma explicação. Nesse caso, estou dando uma informação a mais sobre os alunos; poderia dizer somente Os alunos estavam perturbando a aula. Com as vírgulas, o que se entende é que todos os alunos estavam causando problemas.

Já a frase 2 traz o contexto de uma restrição. Nem todos os alunos estavam perturbando a aula — apenas os que falavam alto. 

Veja que a vírgula pode mudar tudo; então, muita calma e atenção, ok?

Até semana que vem!

***

Debora Capella, colunista semanal do Mega Curioso, é mestre em Estudos da Linguagem e atua nas áreas de revisão, edição, tradução e produção de textos há 15 anos.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.