Seja o primeiro a compartilhar

Vírgula: regras básicas para entender o uso do sinal de pontuação

Que atire a primeira pedra quem não fica em dúvida vez ou outra sobre o uso da vírgula, não é mesmo? Embora muita gente tenha ouvido (e repetido) desde cedo que "vírgula é pausa para respirar", a realidade não é exatamente assim.

A vírgula é um fenômeno sobretudo sintático e existe lógica para seu uso. O lado mais desafiador é que há mesmo várias regras que exigem atenção a detalhes que fazem toda a diferença; no entanto, não é preciso se desesperar. 

Como ponto de partida dessa jornada, confira as orientações a seguir:

Devemos usar vírgula

1- Para separar elementos que poderiam ser listados

Vôlei, futebol e natação são esportes ótimos.

2- Para separar explicações no meio da frase

Marta, que é minha vizinha, tem 2 gatos.

3- Para separar orações independentes

Eu gosto de chocolate, mas não posso comer muito.

Quando tio Severino voltou da fazenda, trouxe para Luciana um periquito.

Ao falar, já sabia da resposta.

Não obtendo resultado, indignou-se.

4- Para separar vocativos

Olá, Pedro!

Pessoal, preciso contar uma novidade.

Um instante, senhora.

O bolo está ótimo, dona Emília. 

Não podemos usar vírgula

1- Para separar sujeito e predicado

CORRETO: João gosta de comer batatas.

INCORRETO: João, gosta de comer batatas.

 

CORRETO: Os produtores de conteúdo precisam ficar atentos a isso. 

INCORRETO: Os produtores de conteúdo, precisam ficar atentos a isso.

 

CORRETO: O processo de se redescobrirem como cidadãos é também consequência das mudanças ali realizadas. 

INCORRETO: O processo de se redescobrirem como cidadãos, é também consequência das mudanças ali realizadas.

ATENÇÃO! 

No caso de frases iniciadas pelo pronome quem, é possível flexibilizar essa regra quando aparecem dois verbos juntos ou aproximados. Veja:

Quem sabe, sabe.

Quem ama, educa.

Quem diz vou, não vai.

Até semana que vem!

***

Debora Capella, colunista semanal do Mega Curioso, é mestre em Estudos da Linguagem e atua nas áreas de revisão, edição, tradução e produção de textos há 15 anos.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.