Empresa gaúcha é pioneira ao buscar gerar energia através da gravidade
5.085
Compartilhamentos

Empresa gaúcha é pioneira ao buscar gerar energia através da gravidade

Último Vídeo

Em meados de outubro, a empresa gaúcha RAR Energia concluiu a construção de um equipamento que pode mudar a maneira como geramos energia no mundo. Depois de passar meses divulgando anúncios misteriosos em Porto Alegre, São Paulo e Rio de Janeiro, a companhia revelou aos poucos o processo de montagem do motor com gerador que utilizaria a força da gravidade para criar energia renovável.

A empresa explica que a partir do sistema de moto-contínuo é possível aproveitar uma fonte inesgotável para criar energia sem que haja poluição no ambiente ou o aumento da temperatura do planeta. De acordo com o site da RAR Energia, esse é o primeiro equipamento com esse tipo de tecnologia no mundo.

Fonte da imagem: Reprodução/RAR Energia

“O sistema mecânico foi criado com uma concepção especial para captar e aproveitar a energia contida na gravidade do planeta, a qualquer momento e lugar, sem qualquer poluição ou calor. Esta tecnologia foi totalmente desenvolvida por nossa empresa e consiste, então, em um moto-contínuo, com sobra de energia para ser aproveitada, em um movimento mecânico, contínuo e eterno. Esta máquina tem semelhança com um motor à combustão, onde um conjunto de pesos representa o combustível e pistões, que acionam bielas conectadas a um virabrequim”, informa o site da empresa.

O diferencial desse tipo de tecnologia é justamente a versatilidade e a minimização dos efeitos causados no meio ambiente em comparação com as alternativas tradicionais de geração de energia. Mas, para obter resultados, o site Ciclo Vivo informa que a máquina desafia conceitos da física, como as leis da termodinâmica e a lei áurea da mecânica.

Fonte da imagem: Reprodução/RAR Energia

Além do motor instalado em Porto Alegre, o site da empresa mostra a construção de um equipamento nos mesmos moldes realizados na planta da Incobrasa Industries em Illinois, nos Estados Unidos. A RAR Energia informa que ambos os equipamentos utilizarão a gravidade do planeta em seu sistema mecânico e terão capacidade de gerar 30 kW.

Apesar disso, ainda não existe uma comprovação científica da eficiência da máquina. Em resposta ao site americano PESWiki, Renato Ribeiro, que é o presidente da RAR Energia, afirmou que “esse tipo de tecnologia de energia tem sido buscado há séculos, então é natural que as pessoas estejam céticas”. No entanto, o presidente garante que a tecnologia surpreenderá muita gente e que a patente do equipamento já foi solicitada.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.