(Fonte da imagem: Reprodução/Motoi Yamamoto)

Cada um de nós tem uma maneira muito pessoal de lidar com sentimentos como a perda, a dor e a saudade de um ente querido que se foi, e o artista japonês Motoi Yamamoto decidiu criar esculturas e labirintos para aliviar suas emoções.

Depois de sofrer a perda da irmã mais nova, Motoi Yamamoto, que então estudava artes, decidiu homenagear a sua memória através de esculturas feitas de sal. E o resultado é simplesmente incrível.

(Fonte da imagem: Reprodução/Motoi Yamamoto)

No Japão, os rituais funerários são muito tradicionais e diferentes das cerimônias com as quais estamos acostumados aqui no ocidente. Lá, o sal é utilizado durante esses eventos, sendo distribuído para os presentes ao final da cerimônia, para que seja espalhado com o objetivo de afastar os maus espíritos.

O artista contou ao The Japan Times que vem criando suas belíssimas obras desde 2001, usando apenas sal, uma garrafa de plástico e as próprias mãos. Motoi desenha intrincados labirintos, florestas e jardins evocando a memória da irmã em casa curva, linha ou célula que ele pacientemente espalha no chão. Cada obra pode levar até duas semanas — e 14 horas de trabalho diários — para ser concluída, e você pode conferir algumas delas na galeria abaixo: