Os diferentes tipos de lixas de unhas

Os diferentes tipos de lixas de unhas

Equipe MegaCurioso

O cuidado com as mãos é coisa séria, ainda mais com a febre dos esmaltes que recentemente tomou conta do país e fez a cabeça das brasileiras passando a ter um lugar de destaque no dia a dia das mulheres. Mãos bonitas, com unhas saudáveis e bem feitas são um ótimo cartão de visitas para quem deseja causar boas impressões.

Mas não basta cuidar das cutículas e pintar as unhas direitinho – lixar também faz parte do processo e é fundamental para a boa aparência. Unhas tortas, quebradas, lascadas ou com tamanhos muito diferentes trazem a impressão de descuido. Por isso, fique atenta com o comprimento e o formato de suas unhas.

Para que todos os seus dedinhos fiquem em dia com a beleza, é preciso lixar as unhas do tamanho e formato que mais lhe agradam. Mas não basta simplesmente pegar a lixa e passar nas unhas sem cuidados. Lixar de maneira descuidada pode enfraquecer as unhas e deixá-las quebradiças. É por esse motivo que existem tipos diferentes de lixas no mercado – cada uma com uma função e um acabamento diferente.

Lixas de areia

São as mais comuns. Geralmente finas e bastante ásperas, existem também em versões coloridas. São feitas em uma espécie de papel prensado e recobertas com os grãos de areia, por isso são bem baratas e não devem ser molhadas. As lixas de areia são frágeis e devem ser descartadas após serem usadas algumas vezes. Nos salões, é recomendado o uso de apenas uma lixa por cliente, pois o pó que as unhas soltam ao serem lixadas, se ficar depositado na lixa, pode acumular fungos e prejudicar as unhas de outras pessoas.

Acabamento das unhas: por ter uma superfície mais áspera, esse tipo de lixa é bastante agressivo às unhas. Mesmo se usada com moderação, ela age de maneira violenta nas lâminas da unha – é por isso que aparecem aquelas sobras brancas depois de lixar. Quando isso acontece, as unhas estão mais sujeitas a descamações, quebras e fissuras. Geralmente requer um acabamento com uma lixa mais fina para deixar as unhas mais bonitas.

Lixas de metal

Esse tipo de lixa geralmente vem acompanhando kits de manicure ou utensílios, como cortadores de unha ou canivetes, por exemplo. Também é possível comprá-las individualmente por um preço médio. Trata-se de uma placa de metal texturizada – a textura é a responsável por lixar as unhas. São laváveis e assim evitam a proliferação de fungos ou bactérias que podem prejudicar as unhas. Não parecem muito eficientes, mas são ideais para casos de emergência como lascas ou eventuais quebras. Por serem mais duráveis, as lixas de metal são ótimas para serem carregadas na bolsa.

Acabamento nas unhas: deve-se ter bastante cuidado ao usar esse tipo de lixa. Como elas não parecem lixar tão bem quanto uma lixa de areia, temos tendência a aplicar força para gerar mais atrito entre a lixa e a unha. Mas isso é muito prejudicial – a pressão do metal na ponta da unha pode refletir na matriz e isso prejudica seu crescimento. Certamente, as lixas de metal são menos agressivas do que as de areia, mas se houver força na hora de lixar, o risco de descamação, quebras e fissuras também existe.

Lixas de vidro

Mais difíceis de serem encontradas no mercado brasileiro, essas lixas geralmente são importadas e por esse motivo são mais caras do que as outras lixas. A superfície de vidro é suave e delicada ao toque, se comparada às outras lixas. E mesmo com esse aspecto mais frágil, as lixas de vidro são muito eficazes. Têm boa durabilidade e são laváveis. Mas exigem cuidados especiais: por serem feitas de vidro, essas lixas não podem sofrer pressão ou queda, caso contrário, elas quebram – assim não são a melhor opção para carregar na bolsa.

Acabamento nas unhas: são as lixas mais indicadas para preservar as lâminas da unha. A superfície suave proporciona um lixamento perfeito, sem fazer com que as unhas produzam aquele pó ou fiquem com sobras branquinhas junto à unha, como acontece quando se usa uma lixa de areia. Assim não é necessário usar outra lixa para conseguir um bom acabamento.

. . . . .

Usar lixas que não são adequadas para o seu objetivo pode danificar muito as unhas. Por isso, analise bem e escolha o modelo que se encaixa melhor às suas necessidades e sua rotina. Algumas mulheres precisam manter as unhas sempre curtinhas, então o melhor é manter uma boa frequência de lixamento para não precisar recorrer às lixas de areia para conseguir um efeito “imediato”. Já aquelas que desejam ter unhas grandes, não vão lixar com tanta regularidade e precisam redobrar os cuidados para que elas não quebrem, assim é melhor investir em uma lixa suave que não agrida a unha e permita que ela cresça.

Em hipótese alguma as lixas apresentadas acima devem ser utilizadas na superfície das unhas. Para essa finalidade, existem lixas especiais que servem para o polimento da superfície das unhas. Elas amenizam as imperfeições das unhas e ainda conferem brilho e um bom acabamento.

Escolha o seu modelo e mãos à obra!

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.