Crescimento econômico medido na ponta dos dedos

03/11/2011 às 16:122 min de leitura

Você já deve ter ouvido aquela história de que quando a economia de um país passa por um momento de crise, a venda de batons aumenta consideravelmente. A explicação para esse fenômeno é que, em busca de uma melhora na autoestima, as mulheres consomem mais maquiagens como solução para o problema.

Por serem baratos, os batons sempre foram os itens mais procurados, enquanto vestidos ou sapatos de grifes, por exemplo, ficavam intactos nas prateleiras. A partir desse fenômeno foi criado o Índice Batom – um indicativo da economia do país.

No entanto, uma recente pesquisa de mercado realizada pela consultoria internacional NPD revelou que, com as crises que ameaçam a Europa e os Estados Unidos, as vendas de esmaltes aumentaram em 54% no ano passado. Em compensação, a procura por batons registrou alta de apenas 14% no mesmo período.

Presidentes de grandes empresas de cosméticos, como a Estée Lauder e a Chanel, já revelaram que os esmaltes tem sido os carros-chefes das coleções de cosméticos que são lançadas anualmente. Isso é reflexo da febre que o esmalte se tornou no universo feminino. De uns tempos pra cá, a procura por novas cores e acabamentos – quem não se lembra da busca incansável por esmaltes holográficos e craquelados ou do objeto de desejo que o Jade, da Chanel, se tornou? – aqueceu o mercado.




Com tamanha demanda, as empresas se viram diante de um cenário propício para ampliar a cartela de cores e atender ao pedido das consumidoras por novos acabamentos. Isso tudo fez com que o esmalte ganhasse o estatuto de acessório e passasse a fazer parte do guarda-roupa de qualquer mulher.

Os especialistas ainda destacam que, se o azul Klein é eleito a cor da temporada, por exemplo, as mulheres preferem investir em um esmalte dessa cor para aderir à tendência do que apostar em um vestido, que custa muito mais caro.

E não é apenas na Europa ou nos Estados Unidos que os esmaltes têm ganhado espaço. No Brasil, falamos e consumimos muito mais esmaltes do que a alguns anos atrás. Basta dar uma olhada na quantidade de lançamentos anunciados a todo o momento. Se as coisas continuarem assim, tudo indica que o indicador econômico logo, logo passará a se chamar Índice Esmalte...

Fonte
Imagem

Últimas novidades em Saúde/bem-estar

NOSSOS SITES

  • TecMundo
  • TecMundo
  • TecMundo
  • TecMundo
  • Logo Mega Curioso
  • Logo Baixaki
  • Logo Click Jogos
  • Logo TecMundo

Pesquisas anteriores: