Qual é o seu tipo de pele?

30/09/2011 às 16:503 min de leitura

O TodaEla já mostrou como cuidar da pele e as dicas de maquiagem para disfarçar as imperfeições. Porém, não adianta limpar, tonificar e hidratar o rosto se você não usar os produtos apropriados para suas características.

Cada mulher tem um tipo de pele e precisa levar isso em consideração na hora de escolher os cosméticos que vai usar. Assim, não basta seguir as dicas das amigas: o creme que dá ótimos resultados em uma pessoa poderá não ser eficaz na sua face.

Para conquistar a pele perfeita, é fundamental identificar qual é o seu tipo de pele (normal, oleosa, seca ou mista) e escolher os produtos certos para você. Com uma alimentação adequada, consumo de água diário e protetor solar, será difícil não despertar inveja com sua aparência.

Peles normais

Esse tipo é considerado o mais saudável entre todas as classificações, pois significa o equilíbrio entre a hidratação e a oleosidade. Assim, as pessoas com peles normais não têm o aspecto brilhoso na face, além de possuir poros pequenos, finos e pouco sensíveis.

Além de todas essas boas características, o tom do rosto também é uniforme, então a escolha dos produtos fica mais simples, já que ele não necessita de cuidados especiais. No caso da maquiagem, vale a pena investir em bases translúcidas, que são mais finas e transparentes e, por isso, deixam a beleza natural em evidência. Uma alternativa é o hidratante que já vem com cor.

No caso do blush, escolha as versões em pó, mousse ou cremoso, para conseguir um efeito acetinado.

Peles oleosas

Quem tem esse tipo de pele sabe que não é fácil manter a aparência em dia. O excesso de óleo produzido pelas glândulas deixa o rosto com aspecto brilhoso, além de favorecer o surgimento de cravos e espinhas. Os poros, em geral, são dilatados.

Porém, ela também tem suas vantagens: é mais resistente e ainda possui uma proteção extra contra as agressões do dia-a-dia.

Para conseguir um rosto perfeito, é preciso lavá-lo antes de dormir e ao acordar, seguindo os passos de limpeza, tonificação e hidratação. Os produtos mais indicados para essas etapas são os não-comedogênicos, livres de óleo em sua composição e, no caso dos tônicos, sem álcool.

As bases e cremes hidratantes devem ter efeito mate, nas versões em pó ou bastão. Entre os blushes, as opções em pó são as mais indicadas, pois disfarçam a oleosidade.

As mulheres com esse tipo de pele também podem investir em esfoliação com argila duas vezes por semana.

Peles secas

Ao contrário do tipo anterior, a pele seca possui déficit na produção das glândulas, resultando em uma aparência opaca, desidratada e com frequente descamação. A má notícia é que a falta de lubrificação resulta em pouca elasticidade, favorecendo o aparecimento dos sinais do envelhecimento, como rugas e manchas.

Nesse caso, a epiderme tem espessura fina, poros fechados e muita sensibilidade. Por isso, vale a pena investir em produtos com silicone, colágeno, vitamina E (antioxidante), óleo de abacate e ácido hialurônico.

Para intensificar a hidratação na pele, experimente aplicar máscaras apropriadas pelo menos uma vez na semana e não dispense o uso do protetor solar.

Na hora de escolher a maquiagem, prefira bases e blushes líquidos, cremosos ou mousse. O primeiro proporciona um efeito transparente e umedecido; o segundo, um resultado acetinado; e o terceiro, um acabamento natural.

Peles mistas

Muito comum no Brasil, esse tipo de pele mistura as características de oleosa e seca. A zona central, formada por testa, nariz e queixo, tem excesso de gordura e aspecto brilhoso, além de possuir maior quantidade de cravos e espinhas. O restante da face, no entanto, sofre com a falta de lubrificação.

Assim, a esfoliação ainda é indicada, mas com menos frequência: apenas uma vez na semana. Os tônicos também devem ser livres de álcool e aplicar o protetor solar diariamente é fundamental.

O kit de maquiagem precisa ser composto por bases translúcidas e blushes em pó, mousse ou cremosos.

Outras classificações

É possível ainda classificar a pele de acordo com a sensibilidade e a espessura.

No primeiro caso, o rosto pode ser sensível ou não. Se a resposta for positiva, a face tem epiderme fina e fica facilmente vermelha, graças a alterações no clima. Produtos à base de ácido não são indicados para quem possui essas características.

Assim, para evitar manchas, descamação e vermelhidão, invista em produtos hipoalergênicos, sem álcool, que possuam composição com camomila ou aloe vera e um fator de proteção solar elevado. As versões minerais de bases e blushes também são mais apropriadas.

As peles não sensíveis, em contrapartida, possuem cor uniforme e mais resistência a irritações e agressões diárias. Além disso, também são mais resistentes aos sinais do envelhecimento.

No caso da espessura, podem existir peles finas ou grossas. As primeiras são tão delicadas que permitem até visualizar pequenos vasos sanguíneos, possuem cicatrização lenta e podem ser facilmente machucadas.

As peles mais grossas, no entanto, são mais resistentes às agressões, além de serem menos propensas ao surgimento de rugas.

Conhecendo seu tipo de pele, ficará mais fácil escolher os produtos e conquistar o rosto perfeito.

Fonte
Imagem

Últimas novidades em Saúde/bem-estar

NOSSOS SITES

  • TecMundo
  • TecMundo
  • TecMundo
  • TecMundo
  • Logo Mega Curioso
  • Logo Baixaki
  • Logo Click Jogos
  • Logo TecMundo

Pesquisas anteriores: