Hubble surpreende com algumas imagens incríveis do Universo [galeria]
09
Compartilhamentos

Hubble surpreende com algumas imagens incríveis do Universo [galeria]

Último Vídeo

O telescópio espacial Hubble é um velho conhecido, estando em missão pelo Universo há mais de duas décadas. O equipamento já realizou milhões de observações de planetas, exoplanetas e galáxias, e, recentemente, a NASA divulgou uma série de imagens magníficas capturadas pelo “explorador”. O pessoal do site Discovery News publicou uma galeria com algumas dessas fotos, que você pode conferir a seguir:

Nebulosa da Tarântula

(Fonte da imagem: Reprodução/Discovery News)

Localizada a 170 mil anos-luz da Terra, a Nebulosa da Tarântula — também conhecida como 30 Doradus — é uma região de intensa formação, na qual milhões de jovens estrelas surgem em meio às espessas nuvens de gás e poeira.

NGC 3314

(Fonte da imagem: Reprodução/Discovery News)

A imagem mostra duas galáxias sobrepostas que, apesar de darem a impressão de estar colidindo, se encontram a milhões de anos-luz uma da outra. Na verdade, a partir da perspectiva da foto, as duas parecem estar dançando.

Buraco negro

(Fonte da imagem: Reprodução/Discovery News )

A fotografia acima foi capturada com a ajuda do radiotelescópio VLA, localizado no Novo México, o qual permitiu que o Hubble pudesse fazer observações de um buraco negro supermassivo localizado no centro da galáxia Hércules A. As nuvens avermelhadas são longos jatos de gás sendo expelidos pelo gigante.

Sharpless 2-106

(Fonte da imagem: Reprodução/Discovery News )

A Sharpless 2-106 é uma região do espaço localizada a 2 mil anos-luz da Terra na qual ocorre a formação de novas estrelas. Nela existe uma grande quantidade de poeira e gás, e a distribuição desses materiais confere a essa área o formato parecido ao de um anjo.

NGC 922

(Fonte da imagem: Reprodução/Discovery News )

Esta bela galáxia espiralada tem uma história bem interessante: há mais de 300 milhões de anos, uma galáxia menor se chocou exatamente contra o centro da NGC 922, provocando uma série de ondas de energia gravitacional que resultou em várias áreas de formação de novas estrelas, que são as zonas de cor avermelhada que podem ser vistas na imagem.

Explosão estelar

(Fonte da imagem: Reprodução/Discovery News )

A curiosa foto acima — composta a partir de imagens em raios x — mostra os remanescentes da formação de uma supernova que ocorreu há 400 anos na Grande Nuvem de Magalhães, que se encontra a uma distância de 170 mil anos-luz da Terra. O aro vermelho é tudo o que restou da explosão, e os tons azulados e esverdeados da imagem mostram o aquecimento dos gases provocado pela onda de choque resultante da formação da supernova.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.