Renúncia do Papa Bento XVI desperta rumores sobre o apocalipse
93
Compartilhamentos

Renúncia do Papa Bento XVI desperta rumores sobre o apocalipse

Último Vídeo

O fato de que um Papa renuncie ao posto é algo extremamente raro, e apenas quatro — contando com Bento XVI — de todos os chefes eleitos da igreja católica abdicaram ao reinado desde o início da história do papado. Entretanto, um documento de 1139, atribuído a São Malaquias, um arcebispo irlandês que foi canonizado em 1190, vem despertando rumores de um novo fim dos tempos.

De acordo com o Discovery News, a profecia surgiu depois que São Malaquias recebeu uma visão, na qual Deus teria lhe dito que o 112° Papa — o homem que deverá assumir a chefia da igreja depois da renúncia de Bento XVI — contando a partir do Papa Celestino II seria o último pontífice. Nela, o santo afirma que, depois de o último Santo Padre guiar o seu rebanho em meio a inúmeras tribulações, a cidade das sete colinas seria completamente destruída e um terrível juiz viria para julgar o povo.

A tal profecia, conhecida como “Profecia dos Papas”, foi entregue a Inocêncio II, e permaneceu guardada nos arquivos do Vaticano durante 440 anos, até ser redescoberta e publicada por um monge beneditino chamado Arnold de Wyon. O documento consiste em 112 frases escritas em latim e, aparentemente, várias das premonições descritas se tornaram realidade.

Petrus Romanus

Embora a maioria dos especialistas no tema acredite que a Profecia dos Papas não passa de uma farsa elaborada no século XVI para influenciar os participantes do conclave de 1590 — que elegeu o Papa Urbano VIII —, muitas passagens descritas nela podem ser relacionadas com inúmeros pontífices.

Assim, o Papa João Paulo II, por exemplo, é descrito em latim como “de labore solis”, o que, em tradução livre pode significar “sobre o eclipse do Sol” ou “sobre o trabalho do Sol”. Efetivamente, João Paulo nasceu durante um eclipse solar, e seu funeral ocorreu no mesmo dia em que um eclipse pôde ser visto nas Américas. Quanto ao nome do último pontífice, segundo São Malaquias, este seria Petrus Romanus ou Pedro de Roma.

Segundo a tradição, nenhum Papa jamais poderá ser chamado “Pedro II”. No entanto, o cardeal ganês Kodwo Appiah Turkson, um dos favoritos a se tornar o sucessor de Bento XVI, tem como primeiro nome Pedro.


Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.