Água em subsolo canadense ajuda a estudar a existência de vida em Marte
47
Compartilhamentos

Água em subsolo canadense ajuda a estudar a existência de vida em Marte

Último Vídeo

Cientistas descobriram bolsões de água a 2,4 km de profundidade em Ontário, no Canadá. Ao que tudo indica, as reservas estavam lá há, no mínimo, 1,5 bilhão de anos, e pesquisadores acreditam que as rochas que envolviam a água são muito similares às encontradas no solo de Marte e podem abrigar vida.

De acordo com matéria publicada no portal Terra, cientistas declararam que essa água contém gases como o hidrogênio, metano e hélio. Nesse caso, a quantidade de hidrogênio é semelhante à encontrada nas profundezas do oceano, região com grande variedade de vida microscópica.

Semelhanças

Fonte da imagem: Reprodução/Terra

Pela semelhança das rochas das profundezas do solo de Ontário com as de Marte, cientistas esperam desvendar que tipo de vida pode ter existido – ou ainda existir – no Planeta Vermelho. O material rochoso que também vai ser estudado tem 2,7 bilhões de anos.

O professor da Universidade de Manchester, na Inglaterra, Chris Ballentine, explicou que as rochas do subsolo canadense são mesmo capazes de conter vida e que isso pode ajudar cientistas a entenderem a evolução de micro-organismos em locais isolados, o que é fundamental para as constantes pesquisas a respeito da origem da vida na Terra e a possível existência de vida em outros planetas.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.