Você já parou para pensar como é possível determinar a massa de qualquer coisa em um ambiente no qual não existe gravidade? Afinal, as balanças e o peso que elas medem dependem e estão baseados nessa força invisível.

Assim, para responder a essa pergunta, o astronauta Don Petit resolveu fazer um vídeo — em inglês, e com legendas um pouco bagunçadas — no qual ele demonstra com um experimento como é possível determinar a massa de um objeto em ambientes nos quais o peso não pode ser medido com os instrumentos que utilizamos aqui na Terra.

Como ele fez?

Petit montou uma espécie de balança improvisada, utilizando uma mola de pouca tensão — esticada e presa entre duas barras —, um marcador, um temporizador e uma régua. O astronauta, então, fixou o objeto que desejava pesar bem no meio da mola, logo abaixo do marcador, fazendo com que este começasse a oscilar de um lado para o outro.

Para calcular a massa do objeto — uma porca — Petit se baseou no tempo que este levou para oscilar 20 vezes sob o marcador. Depois, para comparar os resultados, o astronauta decidiu utilizar um objeto menor, verificando como este se comportava. Conforme você pode ver no vídeo (aproximadamente no minuto 1:20), quanto menor é a massa do objeto, mais depressa este oscila sob o efeito da mola.

Um pêndulo na gravidade zero

Outro experimento realizado por Petit envolveu o uso de um pêndulo, ou seja, outro objeto que depende totalmente da força da gravidade para se movimentar. Para conseguir que o objeto oscilasse de um lado a outro, o astronauta lançou mão, mais uma vez, da longa mola de pouca tensão.

Embora pareça que o pêndulo do espaço se comporta exatamente como os que conhecemos aqui na Terra, o do experimento apenas se move graças à força constante exercida pela longa mola. Além disso, o que faz com que o tempo de oscilação — mais rápido ou mais lento — varie é o comprimento do pêndulo e não a sua massa.

Portanto, de acordo com Petit, no caso do pêndulo, aparentemente a mola não parece substituir a força da gravidade, senão que apenas o mantém em movimento.

...

Aviso: o serviço de tradução, embora seja relativamente bom, ainda não é perfeito; portanto, algumas palavras não foram traduzidas corretamente, como no caso do termo “primavera”, por exemplo, que, neste caso, significa “mola”.

Fonte: YouTube