(Fonte da imagem: Reprodução/Odyssey Marine Exploration)

De acordo com a Discovery News, um grupo de exploradores submarinos resgatou do fundo do mar 48 toneladas em barras de prata que haviam afundado com o cargueiro britânico S. S. Gairsoppa, no Atlântico Norte.

A expedição, liderada pela companhia Odyssey Marine Exploration, especializada em explorar o fundo do mar em busca de tesouros perdidos, trouxe à superfície 1.203 barras de prata até o momento — o equivalente a 43% do total —, transformando a missão no maior resgate de metais preciosos já realizado no mundo.

Acidente de guerra

Segundo a publicação, o Gairsoppa foi afundado por um navio alemão durante a Segunda Guerra Mundial, em 1941. Na época, como a carga havia sido assegurada através de um programa oferecido pelo governo britânico que cobria riscos de guerra, os proprietários receberam uma indenização e o governo passou a ser o proprietário da carga naufragada.

O navio foi localizado através do uso de um sistema de sonar, encontrando-se a aproximadamente 4.700 metros de profundidade em águas internacionais a quase 500 quilômetros da costa da Irlanda. A Odyssey foi contratada pelo governo britânico através de uma licitação e deve embolsar 80% do valor líquido correspondente aos objetos resgatados.

Fontes: Discovery News e Odyssey Marine Exploration