Conheça 5 casos do estado dos EUA com mais construções mal-assombradas
118
Compartilhamentos

Conheça 5 casos do estado dos EUA com mais construções mal-assombradas

Último Vídeo

O segundo estado menos populoso dos EUA, Vermont, é também o que mais tem registros de construções mal-assombradas. São residências, museus e hotéis onde é possível, pelo menos pelo que muitas testemunhas afirmam, ouvir barulhos suspeitos que envolvem arranhões e passos em salas vazias. Se é mesmo verdade ou não, fica difícil comprovar, mas as histórias que você vai conhecer a seguir são de deixar qualquer um com medinho de dormir à noite:

1 – A Universidade de Vermont

Fonte da imagem: Reprodução/Listverse

A maior instituição de ensino superior do estado fica na cidade de Burlington, a maior de Vermont. A construção do prédio foi concluída em 1971 e, desde então, milhares de estudantes fazem matrícula e se formam na universidade todos os anos. Alguns deles, inclusive, parecem nunca terem deixado o local.

Para abrigar os alunos de outras cidades, a universidade comprou algumas casas próximas e transformou essas construções em alojamentos. O problema é que muita gente afirma ser assombrada pelo fantasma de John Nabb, um antigo proprietário de uma das casas. De acordo com as testemunhas, o espírito de Nabb é o responsável por provocar uma série de barulhos batendo baldes e fechando abruptamente portas e janelas.

Muitas pessoas afirmaram que, além dos barulhos, já viram o corpo inteiro dos espíritos que assombram as residências, sendo que a casa mais temida é uma de nome Bittersweet (agridoce). Nessa casa, o fantasma parece ser de Margaret Smith, que viveu naquela residência até sua morte, em 1961. Ela teria tido uma vida extremamente solitária, principalmente depois de ter ficado viúva ainda muito jovem. Em algumas descrições, ela é uma mulher de cabelo alinhado e de vestido; em outras, é apenas uma silhueta borrada.

Outra casa, de nome Converse, é também considerada mal-assombrada. Foi lá que um estudante de Medicina chamado Henry se matou em 1920. Desde então, os frequentadores e moradores do local afirmam presenciar eventos estranhos e constantes, como portas e janelas batendo e o desaparecimento “mágico” de alguns itens.

2 – O acidente de trem

Fonte da imagem: Reprodução/Listverse

O dia 5 de fevereiro de 1887 foi marcado por uma grande tragédia em Hartford, quando um trem que cruzava o Rio Branco na Ponte de West Hartfor perdeu a direção e caiu. Durante o acidente, a locomotiva pegou fogo e derrubou a ponte junto com ela. O desastre foi responsável pela morte de 37 pessoas e causou ferimentos a outras 50.

Um celeiro perto do local do acidente foi usado para abrigar feridos, mas alguns deles acabaram morrendo com o passar do tempo. O tal celeiro continua em pé e pessoas que passam por ele afirmam ouvir pessoas chorando lá dentro. A região do acidente ficou conhecida por apresentar um eterno cheiro de madeira queimando.

Entre os relatos, há os de pessoas que afirmam que os fantasmas do local estão ali para prevenir outros acidentes na mesma ponte. Há também quem relate ver um fantasma de uma criança usando roupas antigas, pairando sobre o rio e olhando fixamente para o local do acidente.

3 – Museu Shelburne

Fonte da imagem: Reprodução/Listverse

Você já assistiu “O Iluminado”? Considerado por muitos como um dos melhores filmes de terror de todos os tempos, a história começa quando Jack (vivido por Jack Nicholson) vai tomar conta de um hotel que, durante o inverno, fica totalmente fechado. Lá, com seu filho e sua esposa, coisas horríveis começam a acontecer e o filho do casal passa a ver alguns fantasmas no imenso e sombrio hotel.

A história desse museu não é, felizmente, tão assustadora quanto a do filme citado acima, mas ela tem bastante em comum com o roteiro dirigido por Stanley Kubrick. Primeiro você precisa saber que esse museu não é como os que você está acostumado a ver por aí, até porque o local em questão é uma reunião de 39 casas históricas, que servem de abrigo a galerias e exposições diversas.

As galerias ficam abertas, contudo, somente entre maio e outubro. Nos outros períodos, as construções permanecem fechadas e contam com a visita apenas dos funcionários responsáveis pela manutenção do local.

Uma das casas, construída em 1782, foi movida para o museu em 1950 e, desde então, os funcionários do local afirmam terem passado por experiências estranhas. Os guias de turismo garantem que ali vive o espírito de um homem velho, enquanto outras testemunhas dizem ouvir o choro constante de uma criança. Nas temporadas sem visitação, essa casa começa a emitir barulhos inexplicáveis, ouvidos pelos funcionários do local. E aí, você visitaria esse lugar?

4 – O caso da pousada Grenn Mountain

Fonte da imagem: Reprodução/Listverse

Barry foi um homem que viveu na pousada em 1840. Sua mãe trabalhava cuidando da limpeza do local enquanto o pai era o responsável pela criação de cavalos. À medida que foi crescendo, Barry passou a ajudar o pai e a fazer alguns trabalhos simples, de serviços gerais. Aos poucos, tornou-se bem quisto por todos devido ao zelo com o qual prestava seus serviços.

Infelizmente, Barry acabou se tornando um alcoólatra e foi demitido de seu trabalho. O ex-funcionário da pousada chegou a ser preso, e foi na cadeia que ele aprendeu a dançar. Seu apelido passou a ser, então, “boots”. Depois de sair da cadeia, ele resolveu visitar a pousada. O ano era o de 1902 e, logo que chegou, Boots salvou uma criança que havia ficado presa no telhado durante uma tempestade de neve.

Infelizmente, ao salvar a vida da criança, Boots acabou morrendo. Ele escorregou no telhado extremamente liso, e a queda foi a responsável por sua morte. Até hoje visitantes e empregados afirmam ouvir o som de pés dançando no telhado.

5 – American Flatbread

Fonte da imagem: Reprodução/Listverse

Esse é o nome de um restaurante bem tradicional em Burlington, Vermont. O local se preocupa em ser responsável pela origem de todo o material utilizado para dar forma às receitas, e isso inclui até mesmo o tratamento da madeira que vai ao forno à lenha que prepara deliciosas pizzas. Até aí, tudo bem, tudo ótimo, mas o que você não sabe é que, antes de ser o American Flatbread – que inaugurou em 2004 –, o restaurante se chamava Carbur’s Restaurant.

De acordo com o atual gerente do local, os dois primeiros anos de American Flatbread foram marcados por experiências assustadoras. Só para você ter ideia, portas sem fechadura eram trancadas misteriosamente. Além disso, sabe-se que, numa bela noite, uma coroa que estava depositada em cima da lareira simplesmente voou pela sala.

O pior é que os funcionários do restaurante anterior também retrataram esse tipo de coisa que, de fato, assustaria qualquer um facilmente. Um dos eventos mais assustadores do restaurante antigo reporta o caso de um funcionário que ficou preso misteriosamente dentro do frigorífico do estabelecimento.

Parece mesmo que o lugar não é cenário de histórias boas. Alguns anos antes dos problemas começarem no restaurante antigo, um jovem cozinheiro se matou no local. Além disso tudo, muitos visitantes já reportaram reações violentas à negatividade da construção. Com relação ao porão, a dica é: nunca, em hipótese alguma, vá até lá sozinho.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.