Ampliar (Fonte da imagem: Reprodução/HiRISE)

Pesquisadores da Universidade do Arizona, nos EUA, divulgaram duas fotos que retratam mudanças na superfície do planeta Marte. Uma imagem difere da outra em mais ou menos um ano “marciano” e é possível notar claramente que os rastros deixados por rochedos que rolaram rumo a uma encosta.

“Isso comprovaria que alguém estaria apagando os rastros da superfície de Marte?”. Não. De acordo com Ross A. Beyer, em uma publicação no site the HiRISE, a mudança no relevo do Planeta Vermelho possivelmente está associada ao transporte de partículas que ocorre na atmosfera marciana.

Beyer também esclareceu que a movimentação dos rochedos é devia a perturbações causadas por meteoritos que se chocam contra a superfície do planeta, movendo as rochas mais soltas. Outra possibilidade é o derretimento de dióxido de carbono congelado que se forma no inverno marciano, o que pode gerar fraturas nas rochas.