Raio X da amostra do solo marciano (Fonte da imagem: Reprodução/Jet Propulsion Laboratory)

A sonda Curiosity já chegou às primeiras conclusões acerca do solo de Marte — um dos principais objetivos da missão é descobrir um pouco mais sobre a superfície do Planeta Vermelho. Depois de testes com difração de raio X, foi descoberto que o solo marciano é muito similar ao basalto vulcânico que pode ser encontrado no Havaí (um dos estados dos Estados Unidos).

Segundo os cientistas do Jet Propulsion Laboratory, isso não é uma surpresa, pois já se esperava chegar a conclusões desse tipo — vale dizer que os principais minerais encontrados na poeira do solo marciano são feldspato, piroxênio e olivina. A principal conclusão dessa fase do processo é a de que o solo de Marte tem ou teve interação muito limitada com água.

Agora, é necessário esperar por um processo bem mais demorado. Pelos próximos dois anos, a sonda Curiosity irá instalar dez instrumentos de análise mais complexos, visando ajudar o Jet Propulsion Laboratory a descobrir um pouco mais sobre possíveis formas de vida microbial que possam ser encontradas no solo.