(Fonte da imagem: Reprodução/Discovery News)

A Curiosity pousou em Marte em agosto deste ano e certamente deixará sua marca na história da exploração espacial. Porém, de acordo com o site Discovery News, a sonda espacial lançada pela NASA está deixando um pouco mais do que marcas históricas por onde passa.

Segundo a publicação, a Curiosity, além de ser um tanto quanto bagunceira, deixou sinais de sua passagem com entulhos e equipamentos que foram ejetados até que ela finalmente pousasse no Planeta Vermelho, formando diversas crateras devido ao impacto desses objetos.

Entulho espacial

Só durante o procedimento de entrada na atmosfera marciana, a sonda perdeu o escudo de proteção contra o calor, uma capsula traseira, um paraquedas e uma espécie de guindaste — entre outros equipamentos —, que foram deixados esparramados pela superfície de Marte e provocaram a formação de seis novas crateras localizadas em um raio de 12 quilômetros do local do pouso.

Além disso, outras quatro crateras maiores, localizadas a 80 quilômetros do local do pouso, também foram detectadas pelo observatório HiRISE, provavelmente provocadas pelo impacto de outros equipamentos, como os blocos de tungstênio utilizados para manter o artefato em equilíbrio. Mas, apesar do lixo e “cicatrizes” deixados pela chegada da Curiosity ao solo marciano, também existe um lado positivo nessa bagunça.

Os astrônomos contam com uma oportunidade única de estudar a formação desse tipo de crateras — provocadas pelo homem e não por meteoritos —, avaliando a interação dos materiais com a atmosfera e o seu comportamento durante o impacto, já que eles conhecem exatamente a composição, formato, massa e trajetória dos equipamentos.