(Fonte da imagem: Reprodução/PhysOrg)

Eventualmente, você pode concordar com a máxima: “gosto não se discute”. Nesse sentido, a decoração das árvores de Natal é feita de acordo com as preferências de cada família, e nada sobre beleza ou feiura pode ser afirmado. No entanto, alguns matemáticos da University of Sheffield (na Inglaterra) acreditam que gosto se discute sim.

Para provar essa teoria, o grupo de intelectuais inventou uma fórmula para poder decorar com perfeição numérica uma árvore de Natal. Mais precisamente dizendo, o sistema de equações descreve qual combinação de ornamentos deve ser utilizada com qual quantidade de luzes e outros penduricalhos, a fim de formar o pinheirinho com a maior perfeição estética possível.

Para facilitar a vida de quem não é muito fã de raízes quadradas ou contas utilizando constantes decimais imensas, os matemáticos disponibilizaram uma calculadora automática no site oficial da Universidade. Assim, de acordo com a fórmula para um pinheirinho convencional, o número ideal de ornamentos é 37 — entre luzes, bolinhas e a estrela do cume.

Será que a sua árvore de Natal está perfeita? É só clicar aqui, inserir os dados e conferir!