Por que rimos quando estamos nervosos?
786
Compartilhamentos

Por que rimos quando estamos nervosos?

Último Vídeo

Meu melhor amigo é uma pessoa maravilhosa, mas eu tinha vontade de bater nele a cada vez que entrávamos em um elevador juntos. Por algum motivo, se havia alguma pessoa no mesmo cubículo que sobe e desce, ele ficava nervoso, extremamente incomodado e começava a ter crises de riso. Já passamos por algumas situações constrangedoras por causa disso, mas ele simplesmente não conseguia se controlar.

Não é que ele achasse engraçada a situação – não. Esse meu amigo apenas ria quando ficava nervoso diante de um ou mais estranhos no elevador. Assim como ele, tem gente que ri em situações sérias, como velórios, discussões matrimoniais, reuniões de trabalho, sala de cinema com filme de terror rolando e por aí vai. Por que será que isso acontece?

O fato é que o riso é associado a momentos de prazer e diversão, e a comunidade científica ainda não tem uma resposta definitiva para essa questão. De qualquer forma, existem algumas teorias muito interessantes sobre a crise de riso que se manifesta em momentos de tensão e seriedade.

O riso é livre

Em termos sociais, a coisa é interpretada assim: rimos para passar uma mensagem às pessoas à nossa volta – para Signe Preschoft, que estuda o riso entre os primatas, sorrir é uma maneira de se mostrar submisso. Em suas pesquisas, Preschoft reparou que os macacos que sorriam eram os que se sentiam ameaçados por algum macaco dominante, com suas linguagens corporais evasivas e submissas – nesse caso, o riso seria, então, uma maneira de assumir o medo e evitar conflitos.

outras linhas de estudo que acreditam que sorrir em momentos de tensão é, na verdade, uma maneira de negar o medo, já que tentamos convencer a nós mesmos e às pessoas ao redor que não estamos com medo de nada. Para Alex Lickerman, rir em uma situação tensa é uma maneira de passar sinais de que somos capazes de suportar essa tensão; é um bom e velho mecanismo de defesa.

Vale frisar que o mecanismo emocional humano é bastante complexo e, da mesma forma que rimos em momentos críticos, também somos capazes de chorar de alegria e contentamento. Para alguns pesquisadores, essas respostas incongruentes ajudam a regular nossas emoções e nos equilibrar psicologicamente: sentir algo e expressar o oposto seria, portanto, uma maneira de criar um efeito de amortecimento.

Hannibal Lecter matando e comendo suas vítimas? Tem gente que ri

Já a crise de riso em meio à exibição do mais tenso dos filmes de terror parece ter relação com o fato de que humor e horror têm origens semelhantes e relação com os fenômenos de incongruência e transgressão: rimos e nos assustamos com aquilo que não segue um padrão, que foge às expectativas, que rompe barreiras sociais.

Rir durante a exibição de um filme de terror pode ser uma maneira de mostrarmos para alguém que não temos medo ou de provar isso para nós mesmos – assim como pode ser também uma prova de que, sim, você está com medo e está se rendendo a esse sentimento. Complicado, né? A gente também acha, mas, por se tratar de comportamento humano, estranho seria se não fosse. 

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.