Veja como foram feitas as primeiras cirurgias plásticas
1.594
Compartilhamentos

Veja como foram feitas as primeiras cirurgias plásticas

Último Vídeo

Harold Gillies nasceu na Nova Zelândia, em 1882, e estudou Medicina na Universidade de Cambridge. Por volta dos 30 anos, foi enviado à França para servir na Primeira Guerra Mundial. Nessas circunstâncias, ele conheceu Charles Auguste Valadier, um dentista francês.

Valadier se esforçava para substituir as mandíbulas dos soldados feridos por bala, além de reconstruir seus dentes. Notando a importância desse trabalho, Gillies começou a dar os primeiros passos em direção ao que hoje conhecemos por cirurgia plástica.

Harold Gillies

Em 1915, ele se uniu ao corpo médico do Exército Real e decidiu concentrar o seu trabalho em intervenções faciais, tentando deixar os soldados parecidos com o que eram antes de se ferirem na guerra. Ele abriu um hospital em Aldershot, cidade na Inglaterra, e passou a tratar inúmeros casos de mutilação.

Ele recrutou uma grande equipe composta não apenas por médicos, mas também desenhistas, escultores e fotógrafos. Ele entendia que, para recriar as partes destruídas do rosto de alguém, seriam necessárias pessoas com diferentes talentos e, em 1917, a primeira cirurgia plástica facial foi realizada. Gillies desenvolveu uma técnica que consistia na retirada de uma área de pele saudável, normalmente das costas, formando um tubo que não interrompia o fluxo sanguíneo. A outra extremidade era então ligada à parte do corpo na qual ocorreria a operação.

Técnica de Harold Gillies

Depois de um tempo, a região de onde a epiderme foi deslocada se regenerava e os médicos podiam remover o “tubo” para que ele fosse finalmente enxertado no novo local. Essa técnica criada por Gillies diminuía drasticamente o risco de infecção, já que os primeiros antibióticos só seriam criados algum tempo depois.

O primeiro paciente a ser submetido à cirurgia foi Walter Yeo, que havia sido atingido por um disparo de uma arma de fogo. Usando a pele das costelas da vítima, eles conseguiram fazer um enxerto na área mais prejudicada.

Walter Yeo

Curiosamente, Gillies também foi o responsável pela realização da primeira cirurgia de mudança de sexo feminino para masculino. Infelizmente, ele não obteve reconhecimento até ir para Copenhague, em 1924, onde tratou vários oficiais navais dinamarqueses, além de vítimas de incêndio. Ele também serviu de influência para seu primo Archibald McIndoe, que trabalhou no avanço das técnicas durante a Segunda Guerra Mundial.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.