(Fonte da imagem: Reprodução/BBC)

De acordo com a BBC, Scott Routley, um canadense que se encontra em estado vegetativo há mais de 10 anos, conseguiu “conversar” com seus médicos durante um exame de diagnóstico por imagem, chegando a informar à equipe que não sentia dor.

Segundo a publicação, Routley respondeu às perguntas durante um exame de ressonância magnética, e os médicos analisaram sua atividade cerebral para determinar como ele reagia às questões. Conforme explicou Adrian Owen, da University of Western Ontario, Routley demonstrou ter consciência, e os diversos testes aos quais foi submetido comprovaram que ele claramente decidiu responder às perguntas.

Comunicação sem precedentes

Além disso, os médicos acreditam que Routley provavelmente saiba quem é e onde se encontra, além de demonstrar possuir uma mente pensante, apesar de seu estado. Pacientes em estado vegetativo — geralmente — são aqueles que retornaram de um coma, mas não respondem a estímulos nem esboçam qualquer reação ou resposta ao ambiente no qual se encontram.

Essa é a primeira vez que um paciente com lesões cerebrais graves que o impedem de se comunicar foi capaz de apresentar respostas clinicamente relevantes. A descoberta sem precedentes realizada pelos médicos de Routley sugere que os testes atuais realizados com pacientes em estado vegetativo podem não refletir seu real estado de consciência, além de significar que o capítulo sobre esse estado nos livros de medicina terá que ser reescrito.