O assassinato de Teresita Basa foi resolvido por ela mesma

O assassinato de Teresita Basa foi resolvido por ela mesma

Último Vídeo

Um caso intrigou a polícia de Chicago e deixou todos estarrecidos: uma fisioterapeuta chamada Teresita Basa, nascida nas Filipinas, mas que residia há muito tempo em Chicago, foi assassinada em circunstâncias misteriosas e, curiosamente, teria incorporado mediunicamente em outra mulher e dado inúmeras pistas que ajudariam a solucionar o próprio assassinato.

A história e assassinato de Teresita Basa

No dia 21 de fevereiro de 1977, em torno nas 19h30, Ruth Loeb, uma amiga de Teresita Basa que trabalhava no mesmo hospital que ela, telefonou para a colega. Em uma parte da conversa, Basa teria dito que um homem estaria indo visitá-la em questão de instantes.

Passada uma hora, os vizinhos de Basa notaram uma fumaça vinda do apartamento de Basa. Após o incêndio ter sido apagado, encontraram um corpo nu sob um colchão com uma enorme faca cravada no peito. Era Basa.

Teresita Basa. Fonte: Izismile/Reprodução.

A investigação

O detetive Joseph Stachula e seu parceiro Lee R. Epplen foram designados para o caso do assassinato de Teresita Basa. Eles interrogaram amigos e conhecidos da mulher. Ao vasculhar o apartamento incendiado, encontraram um bilhete escrito "Consiga ingressos para A.S.". Tentaram descobrir quem seria A.S., mas sem sucesso.

Alguns meses depois, a polícia de Evanston contatou o detetive Stachula, questionando sobre Allan Showery. Eles recomendarem que Stachula conversasse com um tal de Dr. Juan Chua.

Dr. Chua contou que sua esposa incorporou Teresita Basa. Em um desses transes mediúnicos, o espírito de Teresita teria contado que deixou Allan Showery entrar em sua casa, mas que acabou sendo esfaqueada até a morte por ele e que ele teria roubado algumas jóias.

Quando foram até a casa de Showery interrogá-lo, primeiramente ele falou que conhecia Basa, mas não a visitou. Posteriormente, mudou sua versão e disse que foi visitá-la para consertar a TV dela.

No entanto, enquanto estavam no apartamento de Showery, notaram que a mulher dele estava usando um colar de pérolas que havia sido descrito por Basa. Rapidamente eles descobriram que havia outras jóias de Basa com o casal Showery.

Assim que essa evidência foi apresentada, Allan Showery confessou que cometeu o assassinato de Basa. Ele disse que tinha ido para lá roubá-la para poder pagar o aluguel. Ele acabou sendo julgado, condenado e preso.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.