O lado macabro da história: 5 fotografias de eventos bizarros

As fotografias que você está prestes a ver não são somente bizarras, mas também possuem contextos igualmente chocantes. Elas são documentos de eventos terríveis que marcaram a História, ou fotografias que ficaram famosas exatamente por serem bizarras. Confira a seguir:

1 – As sombras nucleares no Japão

(Fonte: Universal History Archive/UIG/Getty Images - Reprodução)
(Fonte: Getty Images – Reprodução)

Quando as bombas atômicas foram lançadas pelos Estados Unidos nas cidades japonesas de Hiroshima e Nagasaki em 1945, quem estava na rua teve seu corpo desintegrado e, no local onde elas estavam, sobrou apenas impressões que parecem sombras. 

2 – O menino-fantasma de Amityville

(Fonte: All That's Interesting - Reprodução)
(Fonte: Pinterest – Reprodução)

Após o assassinato da família DeFeo pelo filho mais velho Butch em 1974, esta casa em Amityville foi considerada assombrada. 

Ed e Lorraine Warren, famosos investigadores paranormais, foram contratados para achar os espíritos. Eles apresentaram esta foto, supostamente do fantasma do garoto John DeFeo.

3 – Últimos momentos da vida de Omayra Sánchez

(Fonte: Frank Fournier / Wikimedia Commons - Reprodução)
(Fonte: Frank Fournier / Wikimedia Commons – Reprodução)

A garota de 13 anos ficou presa nos escombros de sua casa após uma desastrosa erupção vulcânica na Colômbia em 1985. Sua cabeça e mãos ficaram para fora da água, mas foi impossível tirar a adolescente dali. Ela passou três dias lutando pela vida e, instantes antes de sua morte, esta foto foi feita pelo fotógrafo Frank Fournier.

4 – Unidade 731

(Fonte: Xinhua/Getty Images - Reprodução)
(Fonte: Getty Images – Reprodução)

Unidade 731 foi uma divisão secreta de pesquisa e desenvolvimento de armas biológicas e químicas do Exército Imperial Japonês durante a Segunda Guerra Mundial. 

Eles conduziram alguns dos mais horríveis experimentos humanos da História, realizando torturas como a dissecação de pessoas ainda vivas e conscientes, estupros, queimaduras e ulcerações propositais produzidas por frio.

5 – O cachorro de duas cabeças

(Fonte: Keystone-France/Gamma-Keystone/Getty Images - Reprodução)
(Fonte: Getty Images – Reprodução)

Este cientista soviético realizou 23 experimentos falhos até conseguir criar um “cachorro de duas cabeças“. Em 1959, ele costurou a cabeça de um cão menor em outro maior, conectando também seus sistemas circulatórios e vértebras.

O animal viveu por 4 dias após a cirurgia e o caso é debatido até hoje pelas questões éticas envolvidas.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.