Seja o primeiro a compartilhar

Conheça a mulher que casou com um serial killer no corredor da morte

Doreen Lioy era apenas uma editora de revista. Sua vida era bastante comum – sem filhos e focada em sua carreira como jornalista, ela conheceu diversas celebridades e foi até mesmo creditada por John Stamos. Então, na década de 1980, as fotos do serial killer Richard Ramirez dominaram a imprensa. Lioy afirmou, desde então, ser capaz de ver a vulnerabilidade do homem nas fotografias.

As vidas de Ramirez e Lioy não poderiam ser mais diferentes. Enquanto ela era uma garota esforçada e dedicada aos estudos, Ramirez foi abusado e torturado por seu pai. Além disso, aos 13 anos, ele presenciou o assassinato da mulher de seu primo. Pouco tempo depois, enquanto Lioy construía sua carreira de jornalista, o futuro serial killer se tornou viciado em drogas e começou a se interessar pelo satanismo.

O canal KRON 4 entrevistou Doreen Lioy, confira abaixo:

Doreen Lioy e o casamento com um satanista no corredor da morte

No período de um ano, entre 1984 e 1985, Ramirez se mudou para a Califórnia e cometeu crimes terríveis. Ele assassinou pelo menos 14 pessoas, além de cometer estupros e roubos por toda a cidade. Sua crueldade não tinha limites e ele chegou até mesmo a cravar pentagramas no peito de suas vítimas. Ele ficou conhecido como Night Stalker – o Perseguidor da Noite, já que muitas de suas vítimas foram sequestradas enquanto dormiam.

Em 1985, ele foi capturado. Então, Doreen Lioy se apaixonou pelo homem na televisão e enviou 75 cartas para ele na prisão. Ela não foi a única a enviar cartas de amor. Porém, foi, sem dúvidas, a mais persistente.

(Fonte: ATI/Reprodução)
(Fonte: ATI/Reprodução)

Em 1989, Ramirez foi condenado à morte. Nem mesmo isso foi capaz de separar os dois. Na época, Lioy já fazia visitas periódicas ao serial killer. Então, em 1996, os dois formalizaram o casamento.

O assassino faleceu aos 53 anos, em 2013, depois de passar duas décadas no corredor da morte. A causa foi insuficiência hepática. Segundo porta-vozes da penitenciária, Lioy não visitava o marido há três anos e não apareceu para reclamar seu corpo.

Bizarro, não é? O que você achou desse caso? Deixe seu comentário no espaço abaixo e aproveite para compartilhar o artigo nas redes sociais!

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.