5 assassinatos que foram cometidos de jeitos criativos

Embora nem sempre “criativo” seja a primeira palavra que vem à mente quando pensamos em homicídios, não há como negar que algumas formas ‘peculiares’ de assassinato já aconteceram ao longo dos anos. Confira 5 deles a seguir:

1 – O Massacre de Dia dos Namorados

(Fonte: Shutterstock/Reprodução)
(Fonte: Shutterstock/Reprodução)

Na década de 1920, os capangas de Al Capone organizaram o massacre de seu rival, George “Bugs” Moran. Em 1929, 4 dele se encontraram na frente do depósito onde Moran vendia álcool ilegalmente após Capone convencer seu rival de que precisava de ajuda.

Quando os homens de seu rival apareceram, dois aliados de Capone disfarçados de policiais os forçaram a entrar no depósito. Eles se enfileiraram acreditando ir para a prisão, mas 5 foram mortos com tiros no ato, enquanto um morreu horas mais tarde no hospital.

2 – Assassinado por um urso

(Fonte: Shutterstock/Reprodução)
(Fonte: Shutterstock/Reprodução)

Em 1639, Jörg Jenatsch – um pastor que virou político – foi assassinado por um grupo de homens cujo líder vestia uma fantasia de urso. Jenatsch foi morto com um machado, a mesma arma que utilizou para assassinar seu rival. Isso sim é uma das formas criativas, mas ninguém gostaria de dizer que foi morto por uma fantasia de urso!

3 – O bolo de Rasputin

(Fonte: Shutterstock/Reprodução)
(Fonte: Shutterstock/Reprodução)

Uma das maiores lendas da história russa é o assassinato de Grigory Rasputin com um bolo envenenado. Segundo o mito, o veneno no bolo não funcionou e o Príncipe Yusupov e Vladimir Purishkevich precisaram ainda atirar no homem para que ele finalmente falecesse. A causa oficial da morte foi hemorragia devido ao ferimento no estômago.

4 – Um maço de cigarros

(Fonte: Shutterstock/Reprodução)
(Fonte: Shutterstock/Reprodução)

Esse assassinato não foi bem-sucedido, mas não poderia ficar de fora da lista. Georgiy Okolovich, líder de um grupo anti-comunista, quase foi morto com um maço de cigarros. Porém, o maço era, na verdade, uma arma que disparava automaticamente. Quem carregou os cigarros foi Nikolai Kholov, mas ele avisou Okolovich do plano e, como punição por falhar na missão, foi envenenado.

5 – Balde de ratos

(Fonte: Pixabay)
(Fonte: Pixabay)

Na era Medieval, muitos dos presos eram mortos com um balde de ratos posicionado em seu estômago nu. Com tochas, os carrascos esquentavam o balde até que os ratos, desesperados, tentassem fugir e começassem a morder o corpo dos presos. Essa era uma forma de tortura que, quase em sua totalidade, terminava em assassinato.

O que você achou dessas formas criativas de assassinato? Deixe seu comentário abaixo e aproveite para compartilhar o artigo nas redes sociais! 

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.