Steve Irwin: conheça sua trágica morte e como ela foi gravada

Último Vídeo

ATENÇÃO: esse texto pode trazer conteúdos sensíveis por abordar um caso real.

O famoso Caçador de Crocodilos, Steve Irwin, teve sua morte documentada em 2006. No momento, ele gravava um vídeo relativamente simples. Afinal, estava apenas nadando ao lado de uma arraia. Porém, o animal se sentiu intimidado e Irwin foi atingido por seus ferrões.

Ele ficou famoso no final dos 90, apresentando o programa The Crocodile Hunter. No show, Steve encontrava diversas criaturas perigosas e se tornou um verdadeiro especialista da vida selvagem. Por mais que muitos se preocupassem com sua segurança, ele sempre conseguiu se proteger. Até os últimos momentos de sua vida.

A trágica morte

No dia 4 de setembro de 2006, o apresentador e sua equipe foram para um recife gravar um novo quadro chamado “Ocean’s Deadliest” (Os Mais Letais do Oceano). O plano era filmá-lo com um tubarão-tigre, mas eles não conseguiram encontrar a criatura. Logo, eles decidiram filmar Steve ao lado de uma arraia para outro projeto.

O roteiro dizia que Irwin deveria nadar até o animal e a equipe gravaria o momento em que ela fugiria. Afinal, as arraias normalmente são criaturas calmas e que costumam fugir ao se sentirem ameaçadas. Portanto, ninguém imaginou que, em vez de seguir esse instinto, ela atingiria o peito do apresentador.  

(Fonte: Getty Images/Reprodução)
(Fonte: Getty Images/Reprodução)

Os ferrões entraram no corpo do homem várias vezes enquanto a equipe de gravação filmava. Segundo eles, ninguém percebeu como suas feridas eram sérias até que o sangue se espalhou pela água. Então, eles conseguiram levá-lo de volta ao barco para tentar salvá-lo.

Em seus últimos momentos, ele dizia que a arraia tinha perfurado seu pulmão. Mas, na verdade, o ferrão atingiu seu coração. Por isso, as feridas eram extensas demais para que qualquer um pudesse salvá-lo e Steve Irwin, o famoso Caçador de Crocodilos de apenas 44 anos, teve sua morte inesperada completamente documentada.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.