Este post explica por que tanta gente ainda sofre com padrões estéticos

Este post explica por que tanta gente ainda sofre com padrões estéticos

Equipe MegaCurioso
Último Vídeo

Alguma vez você já entrou em uma loja, pegou uma peça de roupa para experimentar, uma calça da mesma numeração que você está acostumado a usar, mas ela simplesmente não fechou? Parece bizarro e até é um pouco, mas a verdade é que os tamanhos das roupas de algumas marcas, que supostamente deveriam seguir um padrão de medida, parecem encolher cada vez mais.

O resultado é que, num belo dia, ainda que você não tenha engordado absolutamente nada, a sua numeração simplesmente vai deixar de servir para você e, dependendo de qual seja a sua relação com seu próprio corpo, isso pode gerar grandes problemas de autoestima e de ordem psicológica. Se você duvida que esse tipo de coisa realmente aconteça, acompanhe a seguir a publicação  em tradução livre  de Ruth Ciemens no Facebook.

Desabafo e indignação

‎Ruth Clemens‎

“Querida H&M,

Eu estava vendo os itens de promoção em sua loja em Leeds e encontrei esta calça flare. Ela custava apenas uma nota de 10 – uma barganha! – e em um tamanho 16 (equivalente ao 46 do Brasil). E normalmente uso tamanho 14 no quadril (ocasionalmente 16 se estou comprando calças), então pensei em provar essa calça. Mas não deu muito certo.

Como eu tenho certeza de que vocês sabem, o tamanho 16 é o maior do seu estoque (além do nicho plus size, que é muito limitado na loja e não oferece a mesma variedade de estilos disponível nos tamanhos menores).

Eu não estou acima do peso (não que isso devesse importar) e, ainda que eu tenha 1,80 m, meu corpo está basicamente dentro da média. E se já é difícil o suficiente para eu achar roupas que caiam bem por causa da minha altura, por que vocês estão fazendo jeans que são irrealisticamente pequenos? Eu sou gorda demais para a sua coleção normal? Eu deveria apenas aceitar que a moda acessível das ruas e do momento não é para pessoas como eu?

Vocês talvez reconheçam o top que estou vestindo – é um dos seus e é um tamanho médio. Resolvam o problema, certo?”.

Resposta

Desde que publicou seu desabafo na página oficial da marca, o texto de Ruth recebeu quase 100 mil curtidas, e a repercussão da história fez com que a marca desse uma resposta:

“Oi Ruth, muito obrigado pelo seu feedback. Nós lamentamos por sua experiência na loja recentemente. Sempre queremos que nossos clientes desfrutem de um tempo agradável enquanto compram na loja e saiam se sentindo confiantes. Na H&M fazemos roupas para todas as nossas lojas do mundo, então o tamanho pode depender do estilo, do corte e do tecido. Nós valorizamos todo feedback e colocaremos em pauta os pontos que você e outros clientes levantaram.”

***

Você acha que esse tipo de situação contribui para que mulheres continuem tendo uma imagem negativa a respeito de seus próprios corpos? Será que não está na hora de os fabricantes de roupas produzirem peças bonitas e em vários tamanhos?

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.