Os dispositivos que você pode ver no vídeo acima são metrônomos, sendo normalmente utilizados por músicos para medir o tempo de um compasso musical. Entretanto, o pessoal do IkeguchiLab decidiu botar 32 desses dispositivos para funcionar em ordem aleatória e, depois de algum tempo, todos passam a marcar o ritmo de forma sincronizada, como passe de mágica.

Contudo, de acordo com o blog It’s Okay to be Smart, o mistério da sincronização não é nenhuma mágica, mas uma simples questão de física. Se você prestar atenção, os metrônomos estão posicionados sobre uma plataforma móvel, assim, quando os ponteiros oscilam para os lados, eles exercem uma força sobre ela, fazendo com que ela se movimente de um lado para o outro.

Desta forma, quando dois ou mais ponteiros oscilam na mesma direção, as forças vão se somando, exercendo influência sobre os demais metrônomos fora de sincronia que, eventualmente encontram o ritmo certo e passam a oscilar de forma sincronizada e na mesma direção.

Fontes: IkeguchiLab e It’s Okay to be Smart