Queen ou Metallica? Gosto musical pode dizer muito sobre sua personalidade
205
Compartilhamentos

Queen ou Metallica? Gosto musical pode dizer muito sobre sua personalidade

Último Vídeo

As apostas de quem trabalha com marketing digital nunca foram tão certeiras: é que, com base em seu histórico de acesso a um determinado clipe musical, por exemplo, determinar tendências ficou fácil. Mas listas de reprodução podem não apenas indicar seu perfil enquanto consumidor: a forma como o cérebro trabalha pode estar também diretamente relacionada às nossas preferências musicais.

A tese foi elaborada por pesquisadores da Universidade de Cambridge (Reino Unido) e, conduzida pelo estudante de PhD David Greenberg, contou com a participação de mais de 4 mil pessoas. Para que as constatações pudessem ser feitas, um aplicativo para Facebook chamado “myPersonality” foi usado: o questionário foi então aplicado, e cinco traços de personalidade puderam ser mensurados.

Com base no Inventário NEO Revisado de Personalidade, foram analisados o “neuroticismo” (pessoas que possuem tendência a comportamento negativo), “extroversão”, “disposição a novas experiências”, “afabilidade” e “consciência”. A segunda etapa do teste consistiu no registro das preferências musicais dos participantes: cada voluntário ouviu a 15 segundos de 50 músicas diferentes, canções estas que representam o total de 26 gêneros e subgêneros musicais.

Quem gosta do quê?

Finalizadas as duas fases do estudo, os resultados tabulados foram os seguintes: pessoas "empáticas" gostam de músicas suaves, tais como as de R&B (“Ritmo e Blues”, em tradução livre), rock também “calmo” e “despretensioso” (como folk e country) e canções contemporâneas (como acid jazz ou club jazz e europop, estilo difundido pela Europa a partir da década de 1970). Este grupo, surpreendentemente, prefere sons menos agitados, com profundidade emocional e que abordam sentimentos negativos como depressão e tristeza.

Aqueles com um pensamento “sistemático” preferem “músicas mais intensas”, enérgicas. Ao contrário das pessoas tidas como empáticas, as de pensamento pragmático gostam de composições que abordam emoções positivas e que contam com “altos níveis de profundidade e complexidade”. Quem deseja colocar a tese dos pesquisadores à prova pode fazer um teste, conforme sugerem os autores.

Faça o teste

Se você gosta de clássicos como “Come Away With Me” (Norah Jones), “All of Me” (Billie Holiday) ou de “Crazy Little Thing Called Love” (Queen), então sua personalidade é a de uma “pessoa empática”.

Composições como o “Concerto em C” (Vivaldi), “God Save the Queen” (Sex Pistols) ou “Enter Sandman” (Metallica) são as preferidas por parte daqueles com “pensamento sistemático”.

“Ao conhecer o tipo de personalidade de um cliente, serviços [de streaming] podem, no futuro, ser capazes de fazer recomendações precisas a um indivíduo”, comenta Greenberg acerca do potencial comercial da empreitada.

Qual é seu estilo favorito de música? Você se considera uma pessoa empática ou com pensamento mais “sistemático”? Comente no Fórum do TecMundo

Via TecMundo.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.