O vídeo acima, divulgado pelo pessoal do site New Scientist, embora pereça ter saído do famoso filme "Matrix", se trata do mapeamento do cérebro de um ratinho registrado através de uma nova técnica que permite a visualização de estruturas orgânicas com uma nitidez nunca vista anteriormente.

O novo processo, desenvolvido por pesquisadores do laboratório Pavone, na Itália, combina duas técnicas microscópicas que eliminam os borrões normalmente presentes nesse tipo de imagem por meio de um filtro, transformando as estruturas orgânicas — capturadas “fatia a fatia” através de lasers — em modelos tridimensionais.

Matrix cerebral

O início do vídeo percorre o cerebelo do ratinho, e os pontos verdes visíveis são os neurônios que geram os sinais elétricos que partem dessa região. A próxima estrutura mostrada é o hipocampo do animal, região do cérebro responsável pela navegação especial e pela memória.

Os pesquisadores acreditam que a técnica pode ser adaptada para registrar imagens do cérebro humano, embora, de momento, a técnica permita que os cientistas estudem nos cérebros de animais disfunções como o autismo e problemas relacionados ao derrame com uma riqueza de detalhes sem precedentes.

Fontes: New Scientist e Pavone