Arco e flecha: veja do que este atleta sem braços é capaz
536
Compartilhamentos

Arco e flecha: veja do que este atleta sem braços é capaz

Equipe MegaCurioso
Último Vídeo

Os Jogos Olímpicos têm o poder de mobilizar pessoas do mundo inteiro – de repente, nos tornamos torcedores dos mais diversos esportes e nos pegamos vibrando com campeonatos que vão além dos tradicionais jogos de futebol, vôlei e basquete. Nas Olimpíadas, somos torcedores de atletismo, golfe, hipismo e vela, por exemplo.

Agora, com a chegada dos Jogos Paralímpicos, podemos voltar a torcer por tantas modalidades esportivas quanto desejarmos, com o diferencial de que, dessa vez, cada atleta é também uma história de superação que merece ser contada, contemplada e honrada. É exatamente esse o caso do arqueiro Matt Stutzman, que nasceu sem braços e, com os pés, tem uma mira melhor do que muitos de nós.

Achou interessante? Pois saiba que os feitos desse cara não param por aí. Ele é também dono de um recorde mundial, registrado no Guinness Book, por ter atingido o alvo à maior distância já registrada: no caso, 283,4 metros – detalhe: esse recorde é aberto para arqueiros com braços também, então não se trata de uma modalidade especial.

“Meus pés são minhas mãos”

Reprodução

Para Stutzman, não ter braços nunca foi visto como uma limitação, afinal, como ele mesmo explica, o corpo humano, na falta de algum membro, se adapta de modo a conseguir realizar as mesmas atividades normalmente, ainda mais no caso dele, que já nasceu sem os braços: “Então, para mim, meus pés são minhas mãos”.

Quando começou a atirar, precisou de um tempo, obviamente, para se adaptar com as flechas e treinar os tiros ao alvo. Com a prática, ele desenvolveu um jeito de segurar o equipamento com o pé direito e apoiar a base em seu ombro direito, de modo que os lançamentos são feitos exatamente da mesma maneira que uma pessoa com braços faz.

Como todo bom atleta, Stuszman chegou ao nível em que chegou com treinos intensos de oito horas por dia, por seis dias na semana. Durante eesse tempo, ele garante: sua atenção é totalmente focalizada aos tiros.

“Eu quero que meus filhos vejam que não importa qual seja o desafio, você pode superar isso. Você só precisa levantar a cabeça, se esforçar e descobrir um jeito de ter sucesso”, disse ele, que hoje coleciona prêmios, medalhas, recordes e sorrisos.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.